Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Seis dezenas de reclusos evadiram-se da cadeia civil de Inhambane

63 reclusos evadiram-se na manhã deste domingo da cadeia civil na cidade de Inhambane, a Sul de Moçambique. As autoridades policiais estão no seu encalço e já recapturaram 18. Na fuga perderam a vida um recluso e um cidadão atacado pelos fugitivos.

São ainda escassas as informações sobre as circunstâncias da evasão que aconteceu cerca das 12 horas quando decorria a limpeza na cadeia, que está localizada numa zona residencial, próxima ao Hospital provincial de Inhambane, e acolhia 291 reclusos.

Os reclusos conseguiram dominar os guardas, em circunstâncias que ainda não apuramos. Com os reclusos já armados houve troca de tiros que criou algum pânico entre os residentes das cercanias da cadeia.

O nosso jornalista conseguiu apurar que na fuga os reclusos apoderaram-se de uma viatura, mini-bus de transporte semi-colectivo de passageiros, que abandonaram e apoderam-se de uma outra viatura ligeira, seguindo em direcção a Estrada Nacional n.1.

Entretanto a polícia já estava no encalço dos fugitivos e durante a perseguição a viatura com alguns dos evadidos colidiu com uma outra, que circulava no sentido contrário, na ponte sobre o rio Mutamba e ambas mergulharam na água. Um dos fugitivos perdeu a vida e dois foram detidos.

Segundo uma testemunha alguns fugitivos tentaram roubar uma viatura que transitava na EN1, na região de Mutamba, e quando o motorista tentou evita-los despistou-se e no acidente um cidadão, um funcionário da procuradoria provincial, perdeu a vida.

Até ao final da tarde deste domingo as autoridades policiais haviam recapturado 18 dos fugitivos e duas, das três metralhadoras ak-47 que os detidos apoderaram-se dos guardas prisionais. As buscas para recapturar os fugitivos prosseguem.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!