Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Ras/Eleições 2009: Motlanthe convida observadores da SADC

O Presidente sul-africano, Kgalema Motlanthe, convidou a Comunidade de Desenvolvimento da Africa Austral (SADC) a enviar uma equipe de observadores para monitorar as eleições gerais, agendadas para 22 de Abril do corrente ano, anunciou hoje o porta voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros, Ronnie Mamoepa.

O porta-voz explicou que Motlanthe, na sua qualidade de Chefe de Estado e de Presidente em exercício da SADC, havia solicitado uma equipe de observadores da SADC em conformidade com os princípios e directrizes desta organização regional que governam a realização de eleições democráticas.

“Neste contexto, o Presidente Motlanthe solicitou à Sua Majestade Rei Mswati III, na sua qualidade de presidente do Órgão da Troika para Política, Defesa e Segurança, para formar a referida equipa de observadores”, acrescentou Mamoepa.

Actualmente, a Swazilândia, detém a presidência da Troika, na qual Moçambique assume a vice-presidência.

Enquanto isso, a próxima Cimeira da SADC terá lugar a 30 do mês corrente na Swazilândia. A mesma foi convocada para debater um pacote de ajuda para a recuperação económica do Zimbabwe e para deliberar sobre a mudança inconstitucional de Governo em Madagáscar, ocorrida na semana passada.

Inicialmente, a Cimeira havia sido convocada para a Cidade de Cabo, na Africa do Sul. Contudo, houve a necessidade de alterar o local da realização do evento para a Swazilândia devido a algumas mudanças administrativas. A Cimeira de Chefes de Estado e de Governo será antecedida por uma reunião do Conselho de Ministros, a ter lugar no dia 29, e que será presidida pela Ministra sul-africana dos Negócios Estrangeiros, Nkosazana Dlamini-Zuma.

“Com relação ao Zimbabwe, os Ministros das Finanças da SADC reuniram-se recentemente na Cidade do Cabo, onde fizeram recomendações para a reunião Conselho de Ministros da SADC relativamente ao plano de recuperação económica do Zimbabwe”, disse Mamoepa.

Por seu turno, o Conselho de Ministros vai apresentar um relatório sobre o referido plano aos Chefes de Estado e de Governo para a sua ratificação.

A Troika da SADC, que se reuniu em Mbabane na semana passada, vai apresentar um relatório sobre a situação política em Madagáscar, bem como propostas para ultrapassar a actual crise.

Estas poderão incluir sanções contra a actual administração de transição malgaxe, liderada por Andry Rajoelina, que conduziu o golpe de estado que culminou com o derrube do Presidente eleito, Marc Ravolomanana.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!