Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Quelimane/2010: agua potável para 150 mil pessoas

Cerca de 150 mil pessoas das zonas urbana e peri-urbana do Município de Quelimane, província central da Zambézia, vão beneficiar de fontes sustentáveis de água potável ate 2010, no âmbito de um programa que esta sendo levado a cabo pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) nesta área.

Trata-se do programa de expansão de água e saneamento no Município de Quelimane, que faz parte de uma vasta iniciativa de resposta implementada pelas autoridades nacionais com o apoio do UNICEF e da União Europeia.

O anúncio do UNICEF vem por ocasião do Dia Mundial da Água, que se celebra a 22 de Março.

Este programa, segundo um comunicado de imprensa da Representação do UNICEF em Maputo, tem como objectivo melhorar o acesso à água potável e infra-estruturas de saneamento nas zonas Urbanas e Peri-Urbanas dos Municípios de Maputo, Beira, Dondo, Quelimane e Mocuba, e em quatro distritos nas províncias de Sofala e Zambézia, particularmente afectadas pelo HIV e SIDA e vulneráveis à eclosão de cólera.

Para além de providenciar acesso à fontes sustentáveis de água potável, o programa, de quatro anos, irá também garantir o acesso à infra-estruturas seguras de saneamento – latrinas familiares – para 25.000 famílias, e acesso à infra-estruturas seguras de saneamento e higiene – latrinas, urinóis e lavatórios – para 120 escolas e 45.000 alunos.

Apesar dos consideráveis progressos ao longo dos últimos anos, segundo o UNICEF, pouco mais de 45 por cento da população tem acesso ao saneamento adequado em Moçambique.

O fraco e desigual acesso ao saneamento adequado é responsável por surtos regulares de cólera e pela prevalência de doenças diarreicas, que estão entre as principais causas dos elevados índices de mortalidade infantil no país.

O programa inclui ainda a capacitação das autoridades locais na planificação, gestão e avaliação de actividades sustentáveis de água e saneamento, formação das comunidades na manutenção das infra-estruturas de água e saneamento e na promoção de boas práticas de higiene, bem como a criação de clubes de saneamento nas escolas e programas de sensibilização sobre a promoção de higiene nas salas de aula.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!