Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Quatro crianças violadas sexualmente em uma semana em Maputo

Quatro petizes com idades compreendidas entre 05 e 12 anos foram abusadas sexualmente nos distritos municipais KaMavota, KaMaxaquene e KaNlhamanculo, entre 02 e 09 de Setembro em curso, na capital moçambicana.

Sem fornecer detalhes, Maria Sopinho, chefe do Gabinete de Atendimento à Mulher e Criança vítima de Violência Doméstica a nível da cidade de Maputo, disse que o primeiro caso aconteceu algures em KaMavota, onde um individuo violou duas menores de cinco e oito anos de idade. Ela assegurou que o visado, por sinal vizinho das duas vítimas, está detido.

Em relação às menores estupradas nos distritos KaMaxaquene e KaNlhamanculo, os dois supostos violadores não recolheram às celas da Polícia da República de Moçambique (PRM) alegadamente porque não foram encontrados em flagrante. Contudo, eles estão a responder a processos em liberdade.

“Reconheço que os casos de abuso sexual estão a ganhar contornos alarmantes. Todavia, estamos a trabalhar no sentido de encontrar e responsabilizar as pessoas que cometem estes actos e põem-se em fuga”, disse Maria.

A agente da Lei e Ordem disse que em diferentes artérias da cidade de Maputo há crianças que circulam sozinhas a altas horas das noite, o que evidencia que ainda existem pais e encarregados de educação que não controlam os seus filhos.

No período em alusão, o Gabinete de Atendimento à Mulher e Criança vítima de Violência Doméstica registou oito casos de agressão física, para além quatro crianças encontradas na rua e igual número de petizes foi submetido à violência psicológica, três casos de abandonos de menores e dois de violência patrimonial.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!