Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

“Queremos comida!”, gritam venezuelanos em protesto perto de palácio presidencial

Forças de segurança venezuelanas usaram gás lacrimogéneo contra manifestantes que gritavam “Queremos comida!” perto do palácio presidencial em Caracas nesta quinta-feira, no mais recente protesto de rua no país que está em crise e é um dos integrantes da Organização dos Países Exportadores de Petróleo.

Soldados da Guarda Nacional e a polícia bloquearam uma rua perto do Palácio Miraflores em Caracas, uma área que é tradicional bastião de apoio ao governo, depois que várias pessoas irritadas começaram a tentar aproximar-se, afirmaram testemunhas à Reuters.

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, sob pressão intensa por causa do aumento da crise económica no país sul-americano de 30 milhões de habitantes, tinha um discurso programado num comício nas proximidades.

O protesto surgiu como um desdobramento de longas filas por comida em mercados na área, segundo testemunhas.

“Eu estou aqui desde 8 da manhã. Não há mais comida nas lojas e supermercados”, disse uma mulher ao canal de informação pró-oposição Vivoplay.

Apesar de o país ter as maiores reservas mundiais de petróleo, os venezuelanos estão a sofrer com um sério desabastecimento de bens de consumo, de leite à farinha, com a inflação mais alta do planeta e com uma economia que vem encolhendo.

Maduro culpa a “guerra económica” dos seus adversários e a queda nos preços mundiais de petróleo. Críticos afirmam que a crise é resultado do fracasso das políticas socialistas dos últimos 17 anos.

 

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!