Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Produção da castanha de caju/ Mabote busca novo recorde

O distrito de Mabote, norte da província meridional de Inhambane, espera superar em mais de 500 toneladas a meta estabelecida na produção e comercialização da castanha de caju para a campanha 2009. Mabote projectou para a presente campanha a produção e comercialização de mais de 2.500 toneladas.

Até ao momento, o distrito já controlou e comercializou o planificado, tendo arrecadado acima de 24 milhões de Meticais (770 mil dólares norteamericanos), cenário que levou a redefinição da meta, passando de 2.500 para três mil toneladas.

O distrito poderá, com o alcance da nova cifra, arrecadar os 30 milhões de Meticais (962 mil dólares), contributo que poderá ajudar aquela parcela do país com características semi-áridas a superar outros problemas com que se debate cronicamente. A pulverização de cerca de 36 mil cajueiros, plantados em diversas áreas do distrito, aliada ao clima favorável à produção da castanha é a razão do sucesso registado na campanha. Júlio Tinga, director das actividades económicas em Mabote, citado hoje pela Rádio Moçambique (RM), emissora pública, disse que algumas plantas voltaram a produzir ainda na mesma campanha, daí a redefinição das metas traçadas.

Tinga disse, por outro lado, que a mudança de temperaturas registada favoreceu a segunda produção e “temos muitos cajueiros que ainda têm caju, facto que contribuirá para uma maior colecta da castanha”. “Estamos confiantes que possamos atingir as três mil toneladas”, reiterou Tinga. Na campanha anterior, o distrito comercializou pouco mais de 2250 toneladas de castanha de caju.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!