Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Produção agrícola supera metas em Manica

A província de Manica, centro de Moçambique, ultrapassou as metas de produção em mais de 17 por cento durante a campanha agrícola 2010/2011.

Com efeito, aquela província produziu 1,8 milhões de toneladas de culturas diversas na referida campanha agrícola, contra as 1,3 milhões de toneladas registadas na campanha anterior.

Falando, Domingo último, durante a cerimónia de lançamento da campanha agrícola 2011/2012, a Governadora da província de Manica, Ana Comoane, disse que esta cifra constitui um aumento significativo da produção em relação aos rendimentos obtidos na campanha anterior, que foram de 1,3 milhões de toneladas.

Segundo a governante, parte significativa desta produção é proveniente das 212,7 mil famílias camponesas existentes em Manica. Na campanha agrícola passada, os produtores de toda a província de Manica cultivaram uma área total de 791,9 hectares.

“A província sente-se encorajada e, por isso, planeia cultivar uma área de 861mil hectares, dos quais 813,9 destinamse a culturas alimentares. Prevê-se uma produção global de 2,06 milhões de toneladas de culturas diversas”, disse ela.

Manica é uma das províncias moçambicanas com um elevado potencial agropecuário. Apesar dos dados da produção incluírem culturas de rendimento como tabaco, Jatropha, algodão, a província também produz diversas culturas alimentares.

Aliás, na cidade de Chimoio, a capital provincial existe uma grande oferta de diversos produtos frescos tais como feijão, trigo, batata-reno, banana, entre outros que são comercializados nos mercados locais ou mesmo na rua a preços “bonificados”.

Na sua intervenção, Ana Comoane disse ainda que o Governo provincial pretende aumentar a área irrigada de oito mil para 12 mil hectares para a produção de soja, trigo, batata-reno e frutas; adquirir e alocar aos produtores 50 tractores com respectivas alfaias.

Igualmente, o Governo provincial de Manica tenciona potenciar a extensão agrária para o aumento da produção de culturas consideradas estratégicas, como são os casos de algodão, cajú, trigo, soja e batata-reno.

A atracção de investimentos para a indústria de processamento da fruta local (manga, banana e outras) também constitui um desafio do Governo local, que também quer ver instalada uma fábrica de processamento de algodão no distrito de Guro.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!