Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

PRM prende presumíveis ladrões de viaturas em Maputo e Inhambane

Sete indivíduos encontram-se a contas com a Polícia da República de Moçambique (PRM), nas províncias de Maputo e Inhambane, acusados de roubo de viaturas para posterior venda.

No bairro da Liberdade, município da Matola, três jovens invadiram uma casa e apoderaram-se de um carro com a chapa de matrícula MMQ-14-19, o qual seria vendido em Inhambane.

Fernando Manhiça, porta-voz da instituição que tem como função garantir a segurança e a ordem públicas e combater infracções à lei, disse que para lograrem os seus intentos, os supostos ladrões recorreram à chave mestra.

Os indiciados respondem pelos nomes de M. José, de 23 anos de idade; F. Sousa, de 25 anos, e J. Ponhane, de 27 anos. Na cidade da Maxixe, outros quatro cidadãos recolheram aos calabouços após terem sido surpreendidos a tentar vender um minibus com a matrícula AFB 033 MC, roubado no bairro Abel Jafar, no distrito de Marracuene.

Um dos implicados encontrava-se, até ao fecho desta edição, internado no Hospital Rural de Chicuque, em consequência de ter sido ferido na coxa direita, quando tentava fugir da Polícia, disse Juma Ali Dauto, porta-voz da PRM em Inhambane.

Em declarações à imprensa, os suspeitos trocaram acusações em torno da alegada venda da viatura alheia. Juma Ali Dauto disse que um outro grupo de ladrões de carros encontra-se a monte, mas um dos membros, por sinal condutor da viatura em que se faziam transportar na altura em que foram interpelados pela Polícia de Trânsito (PT), está preso. Trata-se igualmente de um minibus supostamente roubado na vila da Massinga.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!