Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

PRM mata supostos assaltantes em Maputo

Seis prováveis bandidos armados, cujas identidades não foram reveladas, morreram vítimas de disparos efectuados pela Polícia da República de Moçambique (PRM), na noite de terça-feira (14), na periferia da cidade de Maputo. A corporação disse que o grupo cometia desmanados também no município da Matola.

A quadrilha encontrou a morte durante uma troca de tiros com os agentes da Lei e Ordem, que desbarataram um alegado plano de assalto a um estabelecimento comercial, no bairro do Zimpeto, concretamente nas proximidades do Estádio Nacional do Zimpeto.

Orlando Modumane, porta-voz da corporação na capital do país, disse que ainda que o grupo era composto por oito indivíduos, dois dos quais conseguiram fugir.

As vítimas faziam-se transportar num minibus considerado roubado e em sua posse foram achadas duas armas de fogo, sendo uma automática Avtomat Kalashnikov modelo de 1947, vulgo AK-47, e outra do tipo pistola.

Os seis cidadãos foram assassinados na zona de Molumbela, numa via que liga ao bairro de Khongolote, no município da Matola.

Orlando Modumane disse tratar-se de uma gangue que, para além de assaltos a estabelecimentos comerciais, se dedicava ao roubo de viaturas. A perseguição começou algures na Estrada Nacional número 1 (EN1), tendo acabado com a morte dos visados naquele local.

Aliás, a poucos metros do mesmo lugar onde os seis supostos assaltantes tombaram, em 2016, a Polícia matou, também a tiros, três presumíveis bandidos.

No mesmo ano, outros dois indivíduos perderam a vida em circunstâncias similares, o que já totaliza 11 vítimas mortais na mesma zona considerada propensa ao crime pelo moradores.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!