Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Primeiro Ministri polonês ganha novo mandato; investidores celebram

O candidato de centro-direitista Donald Tusk conseguiu renovar o seu mandato como primeiro-ministro da Polônia, algo inédito no país desde o fim do regime comunista, em 1989, segundo resultados eleitorais quase completos divulgados esta segunda-feira. Investidores saudaram a vitória do partido Plataforma Cívica (PO) como garantia de estabilidade política e econômica para o país, o maior e mais populoso do leste da União Europeia.

Apesar disso, a agência Fitch recomendou a Varsóvia que se apresse em colocar suas finanças públicas em ordem. Depois de apurados 99 por cento dos votos dados no domingo, o PO tem 39 por cento dos votos, contra 30 por cento do nacional-conservador Lei e Justiça (PiS), dirigido por Jaroslaw Kaczynski. O comparecimento do eleitorado ficou em 49 por cento. Um novo partido, chamado Movimento de Apoio a Palikot, conseguiu 10 por cento dos votos com as suas críticas à Igreja Católica e a defesa de causas como os direitos dos homossexuais e a legalização de drogas leves.

Analistas políticos disseram que o resultado eleitoral mostrou a maturidade da democracia polonesa. “O partido governista e a coalizão pela primeira vez na história pós-comunista da Polônia foram reeleitos, e isso mostra a consolidação da democracia na Polônia”, disse o cientista político Jacek Raciborski, da Universidade de Varsóvia.

O PO deve eleger 206 dos 460 deputados da Sejm (Câmara Baixa). Seus parceiros do Partido dos Camponeses devem eleger outros 30, o que dará a Tusk a maioria para formar um novo governo. Além disso, ele deve atrair também membros moderados da Aliança Democrática de Esquerda (SLD, ex-comunista).

Em nota aos seus clientes, o Danske Bank disse que “o resultado das eleições é uma boa notícia para investidores, já que as políticas pró-mercado devem ter continuidade e haverá uma sólida maioria parlamentar para reformas fiscais”. “Esperamos que um novo governo de coligação (…) proponha reformas fiscais concretas em breve”, acrescentou o texto.

O zloty, moeda local, registrava alta de 1,1 por cento frente ao euro às 12h dest segunda-feira (hora local), os títulos públicos tinham estabilidade, e a Bolsa de Varsóvia registrava alta de 1,6 por cento, superior ao resultado de outros mercados da região.

O partido de Tusk também obteve uma clara vitória na eleição para o Senado, dominando 62 das 100 cadeiras. A atual coligação, no poder há quatro anos, comandou uma época de forte crescimento econômico no país, inclusive durante a crise financeira global de 2008/09.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!