Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Presidente do Sri Lanka dissolve o Parlamento

O presidente do Sri Lanka, Mahinda Rajapakse, dissolveu o Parlamento esta terça-feira, abrindo o caminho para a realização de eleições legislativas dois meses antes da data prevista, anunciou o porta-voz da presidência.

Reeleito no dia 26 de janeiro com 57,9% dos votos, Rajapakse assinou um decreto de dissolução do Parlamento válido a partir da meia noite desta terça(hora local), destacou o porta-voz, Lucien Rajakarunanayake. “Cabe agora ao chefe da comissão eleitoral decidir a data das legislativas”, acrescentou. De acordo com fontes oficiais, as eleições acontecerão no dia 8 de abril, e o novo Parlamento manterá sua sessão de abertura no dia 22 do mesmo mês.

Um anúncio oficial sobre o assunto é esperado para este mês. Eleitos em 2004, os deputados deveriam ficar no Parlamento até abril, mas a decisão de Rajapakse permite ao partido no poder antecipar as eleições. Horas antes da dissolução do Parlamento, o governo anunciou que o ex-chefe do exército Sarath Fonseka, adversário de Rajapakse na presidencial, será julgado por uma corte marcial. Fonseka foi preso segunda-feira.

Antes de sua detenção, Fonseka disse à imprensa que mais de 50 de seus colaboradores haviam sido presos. Segundo ele, o objetivo das autoridades era impedi-lo de reunir as provas necessárias para provar suas acusações de fraude eleitoral.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!