Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Premiados vencedores do 8º Concurso Literário TDM edição 2016

Premiados vencedores do 8º Concurso Literário TDM edição 2016

Foto de Fim de SemanaOs autores moçambicanos Armindo Mathe e Almeida Cumbane são os vencedores do 8º Concurso Literário da empresa Telecomunicações de Moçambique – TDM, edição do ano 2016. A cerimónia de premiação teve lugar sexta-feira, 18 de Agosto, na cidade de Maputo.

Com as obras “(Des)Contos do Tempo” e “Romaria: Três Dimensões do Vento”, nas categorias de Contos e de Poesia, respectivamente, Armindo Mathe foi o grande vencedor do Concurso Literário TDM-2016. Pelas duas distinções, o escritor recebeu dois cheques no valor global de 300 mil meticais, sendo 150 mil por cada modalidade.

Almeida Cumbane, por sua vez, foi o vencedor da categoria de Romance, com a obra intitulada “Ilusão à Primeira Vista”, tendo por isso arrecadado o valor de 150 mil meticais.

No discurso que marcou a cerimónia de premiação, o presidente do Conselho de Administração (PCA) da TDM e da mcel, Mahomed Rafique Jusob, definiu o Concurso Literário TDM como uma das iniciativas de destaque destas empresas de telecomunicações, no que tange às suas acções de responsabilidade social corporativa, no campo cultural.

Disse, adiante, que “desde o seu lançamento, em 2001, este concurso afirmou-se pela sua regularidade, objectividade e pragmatismo, como um dos eventos literários mais prestigiados e de referência no campo da promoção e divulgação de novos autores em Moçambique”.

No que tange à VIII edição do Concurso Literário TDM 2016, que coincidiu com o movimento comemorativo do 35º aniversário da TDM, Mahomed Rafique Jussob destacou que, tendo em vista o contínuo aperfeiçoamento e aprimoramento da qualidade do concurso, foram introduzidas inovações pontuais que têm, por objectivo, assegurar a manutenção da filosofia de incentivo à criatividade literária. Tal é o caso da uniformização do prémio em relação aos vencedores de cada uma das três categorias, nomeadamente Contos, Poesia e Romance, que a partir da edição deste ano passa a ser de 150 mil meticais.

O ministro da Cultura e Turismo, Silva Dunduru, destacou, por sua vez, a importância deste concurso para a cultura moçambicana, tratando-se de uma iniciativa que tem por objectivo incentivar a produção literária e estimular o gosto pela leitura aos moçambicanos.

Na mesma linha, Silva Dunduru referenciou que “a participação de mais de mil autores neste concurso, desde a sua primeira edição até à actualidade, só revela o interesse subjacente da classe neste importante evento nacional”.

“Note-se que a presente edição movimentou 57 concorrentes, que apresentaram 16 obras do género Contos, 35 de Poesia e 6 de Romance”, concluiu.

Falando após a cerimónia que o consagrou como escritor, Armindo Mathe não escondeu a sua felicidade por ter vencido o mais prestigiado prémio literário para novos autores do País. Disse, na sua intervenção, que “me sinto honrado com esta distinção. Sinto que é algo que me vai lançar nesta caminhada, que espero que seja longa e repleta de sucesso”.

“Espero continuar a contribuir para a literatura moçambicana e para a sociedade que se pretende construir para desenvolver o nosso País”, manifestou Armindo Mathe, vencedor de duas das três categorias do Concurso Literário TDM-2016.

Importa salientar que, inserido no âmbito da responsabilidade social corporativa da TDM, este concurso literário bianual oferece prémios a autores nacionais com o propósito de promover o surgimento de novos talentos no domínio da literatura.

Para além de valores monetários entregues aos vencedores, a TDM garante a edição especial e difusão das obras dos autores distinguidos.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!