Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Preços de combustíveis registam nova redução

Os preços dos combustíveis líquidos em Moçambique voltaram a registar uma nova redução, desta feita entre cinco a 20 por cento, com efeitos a partir de Quarta-feira.

O Ministro moçambicano de Energia, Salvador Namburete, que hoje anunciou o facto a imprensa, justificou a nova redução dos preços de combustíveis com o facto de se ter registado redução dos preços de importação de todos os produtos petrolíferos, com a excepção do gás da cozinha (GPL).

Com efeito, a gasolina passa a custar 23,10 Meticais/ litro (um dólar vale 26,31 dólares-americanos), contra os anteriores 24,32 Meticais, o que equivale a uma redução em cinco por cento. O gasóleo que actualmente custa 28.06 Meticais/litro, a partir de Quarta-feira, será comercializado a 22.45 Meticais, enquanto o petróleo de iluminação passará a custar 15,58 Meticais/litro, contra os anteriores 19,47 Meticais. Assim, tanto o gasóleo quanto o petróleo de iluminação registaram a maior redução, na ordem de 20 por cento. O gás de cozinha mantém os anteriores 40,93 meticais/litro, que vem vigorando desde finais de 2008.

Estes preços, segundo Namburete, são aplicáveis nos postos de venda e nos postos de abastecimento de combustíveis situados nas circunscrições territoriais das cidades de Maputo e Matola, no sul, Beira (centro) e Nacala (norte do pais).

Nas vendas efectuadas em quaisquer outras localidades, as empresas distribuidoras podem acrescer, aos preços fixados, os custos de transporte vigentes no mercado.

“Após a última revisão efectuada a 22 de Janeiro de 2009, verificou-se uma redução dos preços de importação de todos os produtos, em excepção do preço do GPL’, explicou Namburete, que falava momentos depois do término da V Sessão Ordinária do Conselho de Ministros, que teve lugar esta Terça-feira.

Segundo o mecanismo em vigor no país para este fim, os preços dos combustíveis são revistos mensalmente e alterados sempre que o custo base de cada produto mostre, face a última actualização efectuada, uma variação superior a três por cento ou ocorra uma alteração do valor das imposições fiscais sobre estes produtos.

Em Janeiro ultimo, a redução recaiu sobre a gasolina e o petróleo de iluminação, medida então justificada com o facto de o mercado internacional registar uma cada vez maior estabilidade dos preços e pela necessidade de compensar as entidades que, a nível nacional, foram sacrificadas pelos esforços de mitigação da alta de preços internacionais.

Na ocasião, a gasolina baixou de 34.74 para 24.32 meticais e o petróleo de iluminação de 24.34 para 19.47 meticais, reduções correspondentes, respectivamente, a 30 e 20 por cento.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!