Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

População de Búzi pede mais infra-estruturas

A comunidade da localidade de Grudja, no distrito do Búzi, na província de Sofala, pede a reabilitação de mais vias de acesso, sobretudo dos troços Grudja-Guara, Guara-Mosca, Sono-Grudja e vice-versa para permitir o escoamento de excedentes agrícolas, o fluxo das trocas comerciais e construção de estabelecimentos para a prestação de serviços básicos.

Filipe João Mapossa, um dos residentes da localidade de Grudja, disse que, para além da reabilitação das vias de acesso, o governo deve alocar uma ambulância para a transferência de doentes das localidades de Grudja e Inhamuchindo para o Hospital Central da Beira.

A população queixa-se ainda da falta de um banco de micro crédito. Apesar de em Grudja circular muito dinheiro, uma vez que o distrito é um celeiro por excelência, poucas pessoas investem na região devido o estado avançado de degradação das vias de acesso.

“Pedimos a instalação de uma antena de telefonia móvel, a construção de um centro de saúde na povoação de Marrungamisse com vista a reduzir os mais de 20 quilómetros que a população percorre para ter acesso a cuidados médicos, a construção da casa mãe-espera, a instalação de energia da rede nacional de Cahora Bassa e o aumento do efectivo policial”, enumerou Mapossa diante do governador Félix Paulo, que está de visita àquele ponto do país.

Em resposta, o governador da província de Sofala proferiu um discurso político vazio ao afirmar que as preocupações dos residentes de Grudja revelam que a região está a desenvolver, por isso, a população pede mais infra-estruturas.

As preocupações foram apresentadas num comício orientado pelo governador naquela localidade no quadro do acompanhamento da execução do Programa Quinquenal do Governo. Durante dois dias, Félix Paulo escalou também as localidades de Bândua e Guara-Guara.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!