Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Pombas brancas recusam-se a voar em nome da paz em Moçambique

Duas pombas brancas, que simbolizavam paz, recusaram-se a voar quando foram libertadas numa cerimónia em que crianças de Tambara, Manica, centro de Moçambique, pediam o fim do conflito militar, durante uma visita do Presidente Moçambicano, Armando Guebuza.

Segundo a agência Lusa, as pombas foram libertadas, durante um comício realizado na quarta-feira, por um grupo de crianças da organização Continuadores, a ala infantil da Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo, no poder), mas pousaram logo a seguir, a escassos metros do Presidente, que acenava para os menores entoando canções patrióticas.

“Esperávamos que os pombos fossem voar, mas mesmo assim ficou marcada a nossa tradição de trazer a paz, e esperamos seguir o caminho da paz”, declarou à Lusa Benjamim Campamba, régulo de Nhacolo, localidade onde o chefe de Estado moçambicano iniciou a sua visita a Manica.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!