Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

https://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.htmlhttps://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.htmlhttps://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.html
Publicidade

Politécnica realiza jornadas científicas estudantis

apo-Narciso-Matos

Sob o lema “Investigando e inovando para o desenvolvimento sustentável em tempos de Covid-19”, a Universidade Politécnica realiza, de 8 e 12 de Novembro de 2021, as jornadas científicas estudantis, à escala nacional, inseridas no âmbito das celebrações dos 25 anos da primeira instituição privada de ensino superior no País.

O evento, organizado em conjunto pelas unidades orgânicas e estruturantes da instituição, decorre em formato híbrido, devido às restrições impostas pela Covid-19 e tem por objectivo proporcionar oportunidades para o desenvolvimento de aptidões na elaboração de trabalhos científicos.

Durante os cinco dias serão apresentados trabalhos a nível de licenciatura e mestrado, totalizando cerca de 70 trabalhos de pesquisa, que vão contribuir positivamente para o processo de formação profissional dos estudantes. Intervindo na sessão plenária de abertura das jornadas científicas estudantis, o reitor da Universidade Politécnica, Narciso Matos, referiu que a presente edição realiza-se num contexto particularmente relevante para a instituição, marcado pela celebração dos 25 anos.

“Na vida, 25 anos é a passagem para a fase adulta. As jornadas científicas são o momento em que o estudante deve ser forçado, no bom sentido, a escrever o resultado da sua pesquisa, acompanhado pelos seus docentes”, apontou Narciso Matos.

Por sua vez, os mestrandos do Programa de Direito Comercial, do Instituto Superior de Altos Estudos e Negócios (ISAEN), elegeram o “Teletrabalho em Moçambique: Desafios, vantagens, desvantagens para as empresas e para os trabalhadores” como o primeiro trabalho a ser apresentado.

“Queremos olhar para os desafios dos trabalhadores e empresas por causa da Covid-19 como uma nova realidade. No período de transição houve dificuldades, mas a avaliação é positiva. O teletrabalho é viável para o alcance das metas, mas, alguns sectores exigem a presença dos colaboradores”, explicou Américo Zimba, em representação dos estudantes.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!