Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

https://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.htmlhttps://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.htmlhttps://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.html
ADVERTISEMENT

Politécnica realiza jornadas científicas estudantis

apo-Narciso-Matos

Sob o lema “Investigando e inovando para o desenvolvimento sustentável em tempos de Covid-19”, a Universidade Politécnica realiza, de 8 e 12 de Novembro de 2021, as jornadas científicas estudantis, à escala nacional, inseridas no âmbito das celebrações dos 25 anos da primeira instituição privada de ensino superior no País.

O evento, organizado em conjunto pelas unidades orgânicas e estruturantes da instituição, decorre em formato híbrido, devido às restrições impostas pela Covid-19 e tem por objectivo proporcionar oportunidades para o desenvolvimento de aptidões na elaboração de trabalhos científicos.

Durante os cinco dias serão apresentados trabalhos a nível de licenciatura e mestrado, totalizando cerca de 70 trabalhos de pesquisa, que vão contribuir positivamente para o processo de formação profissional dos estudantes. Intervindo na sessão plenária de abertura das jornadas científicas estudantis, o reitor da Universidade Politécnica, Narciso Matos, referiu que a presente edição realiza-se num contexto particularmente relevante para a instituição, marcado pela celebração dos 25 anos.

“Na vida, 25 anos é a passagem para a fase adulta. As jornadas científicas são o momento em que o estudante deve ser forçado, no bom sentido, a escrever o resultado da sua pesquisa, acompanhado pelos seus docentes”, apontou Narciso Matos.

Por sua vez, os mestrandos do Programa de Direito Comercial, do Instituto Superior de Altos Estudos e Negócios (ISAEN), elegeram o “Teletrabalho em Moçambique: Desafios, vantagens, desvantagens para as empresas e para os trabalhadores” como o primeiro trabalho a ser apresentado.

“Queremos olhar para os desafios dos trabalhadores e empresas por causa da Covid-19 como uma nova realidade. No período de transição houve dificuldades, mas a avaliação é positiva. O teletrabalho é viável para o alcance das metas, mas, alguns sectores exigem a presença dos colaboradores”, explicou Américo Zimba, em representação dos estudantes.

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!