Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Polícias infiltrados dificultam o combate ao crime no país

A Polícia da República de Moçambique (PRM) afirma, porém, sem avançar números, que há cada vez mais elementos infiltrados nas fileiras da corporação e que se envolvem em actos ilícitos, facto que dificulta o combate à criminalidade e o desmantelamento de quadrilhas de criminosos que ameaçam a paz, a estabilidade social, política e económica.

Segundo o Comandante da PRM, Jorge Khalau, há ainda agentes que violam os princípios que regem as suas acções, extorquem a população, demonstram mau comportamento, usam o fardamento e o nome da instituição em que fazem parte para alcançar interesses pessoais.

Khalau falava esta Segunda-feira (13), em Maputo, no lançamento da Semana da Polícia, que celebra na próxima Sexta-feira (17) 38 anos de existência. Acrescentou que, apesar de alguns problemas que enfermam a classe, tais como a insuficiência de meios de trabalhos, as precárias condições de trabalho, o crime violento e organizado está a ser combatido.

Entretanto, a eliminação dos polícias infiltrados nas fileiras da PRM está a ser feita através do aumento da vigilância, da expulsão dos agentes com conduta duvidosa, da condenação e responsabilização dos mesmos pelas irregularidades cometidas.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!