Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Polícia Militar contém manifestantes que tentam bloquear via de acesso ao estádio da abertura do Mundial de futebol

Manifestantes que tentavam bloquear nesta quinta-feira a Radial Leste, via de acesso à Arena Corinthians, palco da abertura da Copa do Mundo, na cidade de São Paulo, no Brasil, foram contidos por agentes da Polícia Militar (PM), que usou bombas de efeito moral para dispersar o protesto.

Cerca de 200 manifestantes organizavam o protesto, segundo a polícia, perto da estação de metro Carrão. Aproximadamente 300 PMs formaram um cordão de isolamento para conter a manifestação contra o Mundial de futebol.

O major Santiago, no comando da PM, não forneceu dados de efetivo ou de estratégia. Depois da primeira ação de repressão por volta das 10h, hora local, os manifestante se dispersaram e passaram a tentar invadir a avenida Radial Leste por vias alternativas, mas a PM alertou que não permitirá o acesso dos manifestantes à via, na zona leste da capital paulista.

Um dos manifestantes, Valdemário Silveira, foi atingido por estilhaço de bomba de efeito moral. O estudante Luiz Gustavo, que também participava do protesto, disse que o objetivo é atrapalhar a passagem do autocarro da seleção brasileira de futebol. Ele criticou a ação “desproporcional” da PM.

A segurança nas cidades-sede do Mundial foi reforçada para conter ameaças de protestos, como os ocorridos no ano passado durante a Copa das Confederações. Dezenas de atos contra o Mundial foram marcados, por meio de redes sociais, para o dia de abertura do torneio.

No Rio, um protesto formado por poucos aeroviários, que convocaram uma paralisação de 24 horas, bloqueou a avenida que dá acesso ao aeroporto internacional do Galeão, provocando grande congestionamento na região.

O Brasil vai receber a Croácia para o primeiro jogo da Copa do Mundo às 17 horas (22 horas em Maputo) desta quinta-feira na Arena Corinthians, na zona leste de São Paulo, após a cerimónia de abertura oficial marcada para começar as 15h15 (hora local) e que contará com a presença da presidente Dilma Rousseff e mais de uma dezena de chefes de Estado.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!