Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Polícia egípcia usa gás lacrimogéneo contra protestos em Alexandria e Suez

A polícia egípcia usou gás lacrimogéneo, esta sexta-feira (25), para dispersar manifestações de partidários do presidente deposto Mohamed Mursi na segunda maior cidade do Egito, Alexandria, e também em Suez. Desde que o Exército depôs Mursi, a 3 de Julho, depois de manifestações de massa contra o governo, partidários do líder islâmico têm promovido frequentes protestos em cidades por todo o Egito, em grande parte depois das orações da sexta-feira.

Em Suez, a polícia lançou gás lacrimogéneo para dispersar quatro mil manifestantes pró-Mursi, disse uma testemunha local. Em Alexandria, cerca de mil partidários de Mursi e da Irmandade Muçulmana, instituição à qual ele pertence, bloquearam a principal estrada ao longo da costa do Mediterrâneo, e gritaram slogans contra o Exército e a polícia, segundo relatos de fontes locais.

Os moradores e motoristas lançaram pedras contra os manifestantes para tentar forçá-los a liberar o tráfego, o que acabou provocando confrontos. A polícia respondeu com gás lacrimogéneo para dispersas a multidão. Duas pessoas foram presas. Houve também confrontos entre moradores e manifestantes pró-Mursi na área de Wardeyan, a oeste de Alexandria, até a chegada da polícia, que dispersou a multidão, de acordo com testemunhas.

Desde Julho as forças de segurança e o governo apoiado pelos militares vêm desencadeando uma ferrenha repressão à Irmandade, principal movimento político do Egito, tendo matado centenas de pessoas, prendido a maioria dos seus líderes e acusado muitos deles de fomentar a violência ou o terrorismo.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!