Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

PME moçambicana: Software para saúde infantil coloca Ologa no ‘top 3’ mundial

PME moçambicana: Software para saúde infantil coloca Ologa no 'top 3' mundial

Foto de Fim de SemanaA Ologa Sistemas Informáticos, empresa participada pela Gapi-SI, é uma das três PME Global com maior potencial de expansão ao nível mundial, juntamente com as empresas Talamus Health dos EUA (vencedor da categoria) e a empresa Dropque da Nigéria, de acordo com a União Internacional da Telecomunicação (ITU, na sua sigla em inglês) e a agência da ONU responsável por questões relacionadas às Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs).

Este reconhecimento foi alcançado durante a realização da 4ª edição do ITU – Telecom World Awards, que decorreu de 10 a 13 de Setembro corrente, em Durban, na África do do Sul, prémio para o qual concorreram cerca de 250 empresas de todo o mundo.

A ITU Telecom World é uma plataforma global para a aceleração de inovações em TIC, com vista a proporcionar um desenvolvimento económico e bem-estar social de forma rápida, por meio da exposição às soluções digitais num fórum de partilha e conexão entre países, organizações e indivíduos. Moçambique participou com 14 “start ups”, cuja presença foi apoiada pelo Instituto Nacional de Comunicações de Moçambique (INCM).

Neste evento, a Ologa, representada pelo seu director, Mulweli Rebelo, apresentou como uma das suas soluções digitais o SureTrack – um software de monitoria & avaliação e de gestão de casos para projectos relacionados com a saúde e impacto social. Esta solução é virada para crianças órfãs e vulneráveis com principal enfoque para as vítimas do HIV.

“Espero, sinceramente, que o reconhecimento global de receber um ITU Telecom World Award, de um painel internacional de especialistas, ajude esses talentosos proprietários de empresas a ampliar e levar os seus negócios para um cenário global” – disse Houlin Zhao, Secretário-Geral da ITU.

Mulweli Rebelo considera que “esta posição representa o reconhecimento por parte de especialistas, do grande trabalho que temos vindo a desenvolver, no sentido de usar as TICs para contribuir para facilitar e melhorar as vidas das pessoas, neste caso particular das crianças vulneráveis”, considerou, acrescentando que “é uma grande responsabilidade, porque significa que temos um produto susceptível de ser expandido à escala global”.

A Ologa está no mercado moçambicano há sete anos e desde o início tem merecido a confiança de grandes empresas que procuram soluções tecnológicas desenvolvidas por esta empresa participada pela Gapi-SI. No caso do SureTrack, já são parceiros o Governo de Moçambique, através do Ministério do Género, Criança e Acção Social e outros multilaterais como FHI360, USAID, Care, World Vision e instituições privadas como a Gapi, dentre outros.

De salientar que a Ologa já venceu o prémio empresa mais inovadora de Moçambique, no concurso “100 Melhores Pequenas e Médias Empresas de Moçambique”, co-organizado pelo grupo SOICO e o Ministério da Indústria e Comércio. A empresa, foi igualmente finalista no African Entrepreneurship Award, através de uma solução relacionada à saúde.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!