Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Perto de 30 pessoas mortas nas estradas moçambicanas na segunda semana de Outubro

Vinte e nove cidadãos morreram e igual número contraiu ferimentos graves e ligeiros devido a 23 acidentes de viação, ocorridos semana passada, em diferentes estradas do território moçambicano.

Comparativamente a igual período ao ano passado (07 a 13 de Outubro), o número de acidentes reduziu em dois casos e também os feridos abrandaram significativamente, mas os óbitos aumentaram em 12.

Na segunda semana de Outubro de 2016, houve 39 feridos graves e 31 ligeiros, contra 20 e nove, respectivamente, no mesmo mês deste ano.

O excesso de velocidade, a condução sob o efeito de álcool, a má travessia de peões, a ultrapassagem irregular, o corte de prioridade e as deficiências mecânicas foram as principais causa da sinistralidade, segundo o Comando-Geral da Polícia da República de Moçambique (PRM).

Os atropelamentos, com 10 casos, os choques entre carros e despistes e capotamento, com cinco casos cada, foram os tipos de acidentes de viação mais registados na semana finda.

Por conta destes e outros atropelos punidos à luz do Código da Estrada, a Polícia de Trânsito (PT) fiscalizou 42.740 viaturas, autuou 8.726 condutores e apreendeu 230 cartas porque os seus titulares se faziam ao volante sob o efeito de álcool.

Na mesma operação, 39 indivíduo foram presos por alegada condução ilegal, disse a PRM, indicando ainda que 753 pessoas caíram igualmente nas mãos das autoridades por violação de fronteiras.

Deste grupo, 400 são moçambicanos, 150 malawianos, 108 tanzanianos, 37 zimbabweanos e 11 zambianos.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!