Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Perigoso cadastrado evade-se da Cadeia de Máxima Segurança em Maputo

Um recluso identifi cado pelo nome de Ernesto Sucane, mais conhecido pela alcunha de Mana Bóia, nos meandros do crime, encontra-se a monte, desde domingo passado (25), em virtude de ter escapado das mãos da Força de Intervenção de Rápida (FIR) quando supostamente era encaminhado para uma unidade sanitária, pois não gozava de boa saúde.

Algumas fontes contaram ao @ Verdade que Mana Bóia, foi condenado em 2012 a uma pena de 12 anos de prisão “por assaltos a mão armada” e estava a cumprir o seu castigo na Cadeia de Máxima Segurança, vulgo BO.

Consta que o visado teria sido transferido da BO para o comando da FIR, sita na ex-Brigada Montada, por alegadamente estar ligado ao motim que teve lugar a 04 de Janeiro corrente, depois de um grupo de reclusos se ter amotinado em protesto contra a morte de um prisioneiro, vítima de doença, segundo informou o Ministério da Justiça, através de um comunicado de Imprensa.

A agitação em causa aconteceu quando os reclusos tomavam o pequeno-almoço, tendo na circunstância ficado a saber da morte do prisioneiro no Hospital José Macamo.

“As forças de segurança do estabelecimento penitenciário conseguiram controlar a situação e repor a normalidade no funcionamento da instituição, sem registo de quaisquer danos materiais nem perda de vidas humanas”, justificou aquela instituição do Estado.

Contudo, apurámos que Ernesto Sucane ou simplesmente Mana Bóia, simulou estar doente no comando da FIR e quando estava a ser levado para o hospital a ambulância na qual era transportado foi bloqueada a meio do percurso pelos seus comparsas que imediatamente o resgataram.

As nossas fontes disseram ainda que não é a primeira vez que aquele cadastrado escapa das mãos das autoridades.

Em 2014, ele foi preso na zona de Boquisso, no distrito de Marracuene, província de Maputo, e levado directamente para a BO. Há duas semanas, Mana Bóia, foi solicitado pela FIR para responder a um caso de motim que alguns presos protagonizaram na BO, cujos promotores foram devolvidos para a cadeia de máxima segurança dois dias depois, e não se compreendem as razões que levaram a que Mana Bóia fosse mantido nas instalações da FIR.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!