Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Paulino Macaringue exonerado do cargo de Chefe do Estado-Maior General das FADM

O Presidente da República, Armando Guebuza, exonerou esta quarta-feira (26) Paulino Macaringue do cargo de Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM), que ocupava desde 2008, e no seu lugar nomeou Graça Chongo, também promovido a patente de General do exército.

Nos últimos três meses, o general Macarigue ocupava ilegalmente aquele cargo visto que o seu mandato havia expirado em Março passado. Entretanto, o Presidente da República, Armando Guebuza, a quem compete nomear e exonerar as figuras que devem ocupar aquele posto, permaneceu distraído até esta quarta-feira.

Aliás esta não foi a primeira vez que o Chefe do Estado moçambicano se distraiu deixando, por conseguinte, de cumprir as suas tarefas em tempo útil. Em Maio passado, a Assembleia da República (AR) foi obrigada a fazer uma alteração pontual da lei que regula as eleições gerais, no que se refere a marcação da data destes pleitos, com o objectivo de acomodar a distracção de Guebuza.

É que o presidente da República não o havia marcado a data com a antecedência mínima de 18 meses como estabelecia a lei.

Entretanto, um comunicado de imprensa recebido pelo jornal @Verdade aponta ainda que o presidente da República prorrogou o mandato de Olímpio Cambona como  Vice-Chefe do Estado-Maior das FADM.

Cambona foi um dos guerrilheiros da Resistência Nacional de Moçambique, hoje transformado em partido Renamo, a maior organização política da oposição em Moçambique.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!