Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

https://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.htmlhttps://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.htmlhttps://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.html
ADVERTISEMENT

Operadores florestais disputam exploração em Muite

Operadores ligados à área de exploração de madeira no distrito de Mecúburi têm-se envolvido em renhidas disputadas em relação à zona de Muíte, que possui um enorme potencial em recursos florestais. Segundo soube o nosso jornal, a situação que tende agravar-se nos últimos tempos, tem vindo a afectar o processo de controlo por parte dos comités de gestão criados para o efeito.

Fomos, ainda, informados de que alguns operadores têm sido surpreendidos a explorar áreas alheias ao invés das concessionadas. Severino José, um dos fiscais comunitários e residente num dos povoados do posto administrativo de Muite, em Mecúburi, interpelado pelo nosso Jornal, declarou que a situação em causa está acima de suas capacidades, uma vez que grande parte dos operadores apresenta licenças para exploração da mesma região. Já reportamos o caso às autoridades da Agricultura ao nível do distrito. Estamos agora à espera pela solução do imbróglio. Sublinhou a fonte.

Eduardo Tiquilamoge, director distrital dos Serviços Económicos no distrito de Mecúburi, confirmou o facto ao Wamphula Fax e disse estarem já a decorrer medidas com vista a disciplinar o processo de exploração de madeira na região em alusão. A título de exemplo, a fonte revelou que, ainda este ano, foi aplicada uma multa, cujos valores nao foram revelados, a uma operadora florestal que exercia a actividade de forma ilícita numa área diferente da que fora licenciada.

Muitas vezes, o interesse dos operadores circunscreve-se à aquisição da licença como forma de legalizarem o seu execício da actividade. E, por isso nem sempre são observadas as normas estabelecidas para o efeito. Disse Tiquilamoge, acrescentando que, também, o facto do distrito possuir apenas um único técnico facilita este tipo de ocorrências.

Entretanto, observou que para reforçar as acções de fiscalização, temos recorrido aos fiscais comunitarios, cuja acção têm produzidos resultados satisfatórios e, em consequência, tem vindo a reduzir significativamente o número de operadores furtivos naquele ponto da província.

Referiu que muitos furtivos operavam na calada da noite, usando a via Muite e distrito de Eráti. Mas logo que a falcatrua foi detectada, desencadeou- se uma acção que resultou na sua captura. Dados colhidos pela nossa reportagem indicam que as comunidades do distrito de Mecuburi beneficiaram de 213.550 meticais referentes aos 20 por cento sobre o uso e aproveitamento de recursos florestais, cujo valor foi aplicado na instalação de diversas infraestruras sociais, entre escolas, postos de saúde, mercados, entre outras. E possui uma reserva florestal com uma área de 230 mil hectares, em que se encontram licenciados 11 operadores.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

error: Content is protected !!