Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

ONU identifica a desnutrição como factor letal na infância

Cerca de 200 milhões de crianças não se desenvolvem normalmente nos países pobres devido a uma desnutrição crónica, que também causa um terço da mortalidade infantil no mundo, anunciou o Unicef, o Fundo das Nações Unidas para a Infância, na quarta-feira.

Um estudo concluiu que a desnutrição, isto é, a ingestão ou absorção de nutrientes essenciais de forma escassa, é um factor que contribui com mais de um terço das mortes de meninas e meninos com menos de cinco anos no mundo.

O flagelo, no entanto, pode ser combatido se a comunidade internacional fizer respeitar seus compromissos relativos à segurança alimentar, à nutrição e à agricultura sustentável, destaca o Fundo das Nações Unidas para a Infância.

“A desnutrição rouba a força das crianças e torna mais perigosas as enfermidades que, de outra maneira, o organismo poderia combater”, disse a directora executiva do Unicef, Ann Veneman. Mais de 90% das crianças que mostram um desenvolvimento deficitário em países em desenvolvimento vêm da África e da Ásia, segundo o informe, intitulado “Revisando os avanços sobre nutrição infantil e materna”.

O Unicef propõe reduzir, se não eliminar a desnutrição pondo em prática soluções de custo razoável como os micronutrientes, sal iodado e suplementos de vitamina A.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!