Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Obras na “Juluis Nyerere” arrancam em Setembro

O Presidente do Conselho Municipal da Cidade de Maputo, David Simango, garante que as obras de reconstrução da avenida Julius Nyerere, orçadas em 10 milhões de dólares americanos, poderão iniciar em Setembro próximo, altura do arranque da segunda fase do programa “ProMaputo”.

Simango deu esta informação hoje, em Maputo, numa conferência de imprensa cujo objectivo fundamental era apresentar o balanço das realizações que marcaram os primeiros 100 dias da sua governação. A reconstrução daquela via é, segundo Simango, uma das prioridades ancoradas na segunda fase do “ProMaputo”, que absorverá 70 milhões de dólares em projectos de desenvolvimento de infra-estruturas (estradas) e saneamento.

A primeira fase, a terminar em Agosto, tinha como enfoque a capacitação institucional. Deste montante, a maior fasquia, num total de 50 milhões, será desembolsada pelo Banco Mundial, o Conselho Municipal da Cidade de Maputo (CMCM) entrará com 15 milhões e o executivo moçambicano com cinco milhões de dólares. Contudo, antes do arranque efectivo das obras de reconstrução desta rodovia de extrema importância, Simango afirmou que serão feitos estudos de impacto ambiental que levarão a retirada parcial ou total de alguns residentes que, a medida do tempo, foram ocupando o espaço reservado à estrada.

O edil da urbe garantiu que, contrariamente aos fortes receios de uma eventual retirada do financiamento do Banco Mundial aos vários programas de desenvolvimento, na sequência da mudança da liderança municipal, esta instituição financeira mundial comprometeu-se a continuar mercê dos bons resultados que o “ProMaputo” conseguiu lograr desde o início. “O Banco Mundial, que é o maior financiador do “ProMaputo”, continuará a financiar os projectos inseridos no programa e está satisfeito com os resultados até aqui conseguidos”, afirmou Simango, afastando assim os receios que pairavam a volta da continuidade do apoio daquela instituição financeira.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!