Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Obituário: O cirurgião que gostava da escrita, Ricardo Barradas (1948 – 2019)

Obituário: O cirurgião que gostava da escrita

Um cancro fulminante levou-nos, quarta-feira (25), a companhia do cirurgião Ricardo Barradas, um médico notável da geração do pós-independência em Moçambique.

Barradas especializou-se em cirurgia plástica tendo feito um trabalho assinalável nas unidades hospitalares de queimados e na colocação de próteses e enxertos a amputados vítimas de guerra.

Enquanto estudante de medicina, foi um activista do movimento estudantil pela independência do país e entusiasta da associação de teatro universitário.

Como profissional de saúde desempenhou a sua actividade nos hospitais de Nampula e da Beira para além do Hospital Central de Maputo. Pertenceu também ao corpo de professores da faculdade de Medicina da UEM (universidade Eduardo Mondlane).

Já depois de reformado lançou dois livros de pesquisa, um sobre a Ilha de Moçambique e outro sobre a caça ao elefante.

Uma das suas facetas pouco conhecida era a sua colaboração especializada na imprensa sobre temas de saúde pública. Ricardo Barradas fazia a coluna “Pergunta à Tina” no diário “A Verdade” uma rubrica destinada a esclarecer temas sobre saúde sexual e reprodutiva.

TEXTO e FOTO do Jornal SAVANA

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

error: Content is protected !!