Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

OBITUÁRIO: José Megre (1942 – 2009) – 66 anos

OBITUÁRIO: José Megre (1942 - 2009) – 66 anos

Coincidência das coincidências! Quando @ VERDADE revolve dedicar grande parte da sua presente edição ao turismo e às viagens eis que morre José Megre, um viajante compulsivo que dos 194 países soberanos deste mundo só lhe faltava um: o Iraque. Ao longo da vida percorreu 2.943.300 quilómetros, a maioria dos quais em Todo-o-Terreno, modalidade automóvel da qual é considerado o Pai em Portugal. Contava 66 anos quando, no último sábado, o cancro o levou.

José Megre nasceu em Lisboa, a 26 de Março de 1942. Apaixonado pelo automobilismo desde criança, por influência do pai, entrou cedo no desporto motorizado. Após efectuar curso de Engenharia Mecânica, com especialização em automóveis, em Londres, Inglaterra (1963-66), Megre decidiu participar em algumas competições automóveis, em especial Todo-o-Terreno, de entre as quais se destacam as participações pioneiras no Dakar ao volante dos saudosos UMM. Nos anos ‘70, Megre somou três participações no Campeonato do Mundo de ralis e lançou três livros sobre as suas participações no Paris-Dakar, prova rainha do todo-o-terreno mundial, na qual foi um dos primeiros portugueses. A partir de 1982, Megre passou a dedicar-se exclusivamente à disciplina de Todo-o-Terreno como piloto, ao que se seguiu a criação e organização das maiores provas desportivas internacionais desta especialidade que ainda hoje se realizam em Portugal como a Baja de Portalegre, Baja de Portugal Vodafone 1000, Rally Transibérico ou o 24 Horas de TT de Fronteira. É também neste ano que funda o Clube Todo o Terreno e em 1984 está na origem, sendo presidente e co-fundador do Clube Aventura. Para além das suas participações no Paris/Dakar, foram também relevantes as suas presenças no rali Paris/Cidade do Cabo e Paris/Moscovo/Pequim, entre outras várias provas internacionais de todo-o-terreno. A partir de 1987, José vira a sua bússola para a organização de diversas expedições intercontinentais em África, Ásia e Américas, todas elas com um mínimo de 15 mil quilómetros. As suas experiências pelos quatro cantos do mundo abrilhantam especialmente as páginas da revista portuguesa ‘Grande Reportagem’ cujo seu director, Miguel Sousa Tavares é um entusiasta, chegando mesmo a participar em algumas delas. Megre foi ainda consultor de várias marcas do grupo Entreposto como a Datsun Nissan, a Renault Camiões e a Porsche.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

error: Content is protected !!