Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

O nacionalista hindu Modi arrasa nas eleições indianas

O nacionalista hindu Narendra Modi, líder do Bharatiya Janata Party (BJP), encaminha-se para uma histórica e arrasadora vitória eleitoral na Índia, onde o governante Partido do Congresso se dirige para a sua pior derrota nas urnas.

O BJP alcançaria a vitória em 280 dos 538 distritos, apuração divulgada na primeira hora da tarde pela Comissão Eleitoral, de um total de 543, e poderia transformar-se no primeiro partido que consegue uma maioria absoluta desde 1984.

Por sua vez, o Partido do Congresso, da dinastia Nehru-Gandhi, teria obtido 45 distritos até agora, o seu pior registro histórico, segundo a apuração dos votos que começou no começo da manhã e que será concluida a meio da tarde.

“A Índia ganhou”, escreveu no Twitter Modi, na sua primeira reação após serem conhecidas as projeções que lhe deram uma maioria absoluta nas eleições indianas. “Aproximam-se bons tempos”, acrescentou na mensagem, escrita em inglês e híndi, e que se transformou já na mais partilhada no país asiático, com mais de 29.000 pessoas que a partilharam e cerca de 17.000 que o marcaram como favorito.

Pouco após enviar a mensagem na rede social, as televisões locais passaram imagens de Modi com a sua mãe, que felicitou o seu filho após a vitória. Embora os dados eleitorais ainda não sejam oficiais, o Congresso já aceitou a sua derrota.

“Aceitamos o mandato do povo, damos-lhe as boas-vindas e aceitamos a nossa derrota”, declarou à imprensa o senador do populista Congresso Satyavrat Chaturvedi, segundo a agência local Ians.

O primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, ligou para Modi para felicitá-lo, expressou o líder na sua conta no Twitter. Modi centrou a sua campanha eleitoral no desenvolvimento económico num momento no qual o país vive uma desaceleração de PIB, uma subida da inflação e grandes casos de corrupção.

Tendo ajudado o seu pai num posto de chá quando criança, Modi é no entanto temido pelas minorias por supostamente permitir o massacre em 2002, de quase mil muçulmanos no estado que governa, Gujarat.

As eleições gerais realizaram-se durante cinco semanas e registaram um índice recorde de participação de 66,3 %, com 551 milhões de pessoas que depositaram seu voto.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!