Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

O Manchester United conquistou o seu 18º titulo e iguala recorde do Liverpool

O Manchester United conquistou o seu 18º titulo e iguala recorde do Liverpool

 

O Manchester United consagrou-se no sábado tricampeão da Premier League, ao empatar sem golos com o Arsenal no clássico da 37ª e penúltima jornada do Campeonato Inglês, conseguindo o 18º título da sua história igualando o arquirrival Liverpool, como clube com mais troféus da Inglaterra.

Os ‘Red Devils’ confirmaram sua façanha depois de um tenso empate no seu estádio de Old Trafford, chegando aos 87 pontos contra 80 do Liverpool (2º). Curiosamente, o Manchester United não tinha tido até agora mais que uma oportunidade de ganhar o título diante de sua claque, e foi há dez anos, em 1999.

Nessa ocasião, o Manchester United ganhou também a Taca da Inglaterra, e Liga dos Campeões, cujo título atual também é seu, e irá defendê-lo no próximo dia 27 no estádio Olímpico de Roma ante o Barcelona. Enquanto seus jogadores desfilavam com a taça, o técnico Alex Ferguson provavelmente recordou o título conquistado em 1994, mas aguardado durante muito tempo, em Anfield, onde ouviu a torcida dos ‘Reds’ dizia para voltar a cantar quando tivessem 18 títulos, como eles. “Voltem a cantar ‘Oh ah Cantona’ quando ganhem 18”, dizia o refrão dos donos da casa. Mas agora isto está feito.

O escocês fez o Liverpool sair de seu “maldito pedestal”, missão que havia assumido desde que chegou ao comando técnico do Manchester United em 1986, e que, então, parecia impossível. Com 67 anos, Ferguson, que conquistou 11 títulos nacionais e duas Ligas dos Campeões, quer mais. “A perspectiva de ganhar mais títulos com esta equipe é mais importante que alcançar o nível de qualquer outro”, pensa o escocês.

O Huddersfield Town, Arsenal e Liverpool também ganharam três títulos consecutivos, mas ninguém conseguiu até conquistar quatro seguidos. O Manchester colhe os frutos de sua grande defesa, que sofreu 11 golos fora de casa e o guarda redes holandês Edwin Van der Sar não sofreu um golo em 16 partidas (entre novembro e março). É uma equipe determinada, que procura a vitória a todo custo, como mostrou em seu triunfo sobre o Aston em 5 de abril último.

A dez minutos do término da partida, os homens de Ferguson perdiam por 2-1, mas conseguiram virar a partida nos acréscimos, com um golo de um estreante, o italiano Federico Macheda, para acabar ganhando 3-2, em um momento chave da temporada. Mas o Manchester United não foi tão espetacular nesta temporada como na passada. Com 67 gols, faltando apenas uma rodada para o encerramento da temporada, será o campeão com menos golos marcados.

O Liverpool, que não ganha o título desde 1991, parecia um temível adversário, que derrotou o Manchester United em duas oportunidades (2-1 em Anfield e 4-1 em Old Trafford). Paradoxalmente esta temporada ficará nos anais por ser a da derrota mais avultada dos ‘Red Devils’ em casa desde há 17 anos.

Como disse o técnico do Liverpool, o espanhol Rafael Benítez, o Manchester é “a equipe que mais pontos tem no final da temporada, mas não é o melhor”. Os ‘Reds’ lamentam grande queda de rendimento entre janeiro e fevereiro, quando cederam 11 pontos para equipes pequenas.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!