Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Número de mortos por tornado que atingiu Missouri já chega as 123 pessoas

O número de mortos pelo tornado que atingiu no domingo a cidade de Joplin, no Estado norte-americano do Missouri, subiu para 123, com 750 pessoas feridas e muitas outras desaparecidas, disseram autoridades na terça-feira.

As equipes de resgate vasculhavam os destroços da pequena cidade do Meio-Oeste dos Estados Unidos, que foi devastada por um turbilhão de vento de alta velocidade que destruiu cerca de 2.000 edifícios. Meteorologistas preveem novas tempestades na região durante a noite como parte de uma série de tornados que se moveu a leste de Oklahoma, onde pelo menos duas pessoas foram mortas e muitas outras ficaram feridas quando um tornado atingiu o oeste da cidade de Oklahoma. Duas outras pessoas morreram em Kansas. Mesmo assim, os agentes de resgate em Joplin prometeram trabalhar o maior tempo possível durante a noite à procura de sobreviventes. “Há sempre uma esperança que você vai encontrar alguém vivo”, disse o porta-voz da cidade, Dan Crain.

Entre os desaparecidos está o pequeno Skyular Logsdon, cuja camisete vermelha e calças foram encontradas rasgadas, encharcadas pela chuva e enroladas num poste telefônico. A criança não é vista desde a noite de domingo, quando o tornado gigantesco passou pelo centro da cidade. Enquanto as equipes de busca aproveitavam a trégua no tempo mau da terça-feira para procurar por sobreviventes sob montanhas de destroços, os parentes de Skyular levantavam com cuidado vigas de madeira e metal retorcido no local que era a casa deles. Eles rezaram pedindo sinais de vida do pequeno garoto que tinha 15 meses de vida. Os seus pais, feridos, estão hospitalizados. “Nós procuramos em cada necrotério, em cada hospital, em cada lugar que a gente conseguiu pensar”, disse Rusty Burton, avô de Skyular. “Eu procurei em cada canto dessa casa.” A descoberta das roupas da criança no poste telefônico a quase 180 metros de distância foi arrasadora para os parentes. “Está tudo rasgado. Eu não quero imaginar que ele estava vestindo isso”, disse a parente Pamela Tate, chorando enquanto pegava a pequena roupa encharcada. “Tudo o que eu quero é que ele esteja vivo. Isto é o que eu quero.”

A busca por Skyular é apenas uma entre várias na cidade do sudoeste do Missouri com 50 mil moradores que tem 1.500 pessoas ainda desaparecidas. Autoridades disseram que estão trabalhando contra as previsões de mais mau tempo e poucas chances de sobrevivência para encontrar alguém que ainda está preso depois que o tornado passou, arrancando árvores, destruindo prédios e transformando carros em pedaços de metal. “Seguimos esperançosos de encontrar mais gente”, afirmou o chefe do corpo de bombeiros de Joplin, Mitch Randles, que disse que houve vários relatos de gritos vindo debaixo dos prédios que desabaram. “Queremos aproveitar todas as oportunidades que temos para resgatar quem está nos destroços e sobreviveu até agora.”

O governo disse que os desaparecidos podem incluir várias pessoas que estão vivas, mas não conseguiram avisar aos seus parentes onde estão. Para Kenny McKeel, a busca pela sua família terminou. Horas depois que o tornado chegou, McKeel encontrou o corpo do seu pai e da sua madrasta no gramado, com a casa deles destruída atrás. Os vizinhos, um casal com três crianças, também morreram, ele disse. Na terça-feira, ele resgatou a vara de pescar do seu pai dos destroços enquanto tentava conter as lágrimas. “Eu vejo isso, significa demais para mim”, disse McKeel. “E isso está me matando.” O tornado que atingiu Joplin foi o mais mortal nos Estados Unidos desde 1947, quando um tornado em Woodland, Oklahoma, matou 181 pessoas.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!