Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Número de mortos em explosão de oleduto no México sobe a 89 pessoas

O número de mortos na explosão num roubo de gasolina em Tlahuelilpan, no estado mexicano de Hidalgo, passou de 85 a 89 pessoas nas últimas horas.

“De ontem a hoje tivemos infelizmente mais quatro falecimentos, que somados aos 85 que se anunciaram fazem hoje(segunda-feira) 89 falecidos às 05.00 da manhã (11.00 GMT)”, disse em conferência de imprensa o ministro da Saúde, Jorge Alcocer.

Na conferência de imprensa matutina do presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, Alcocer explicou que ainda há 51 pacientes hospitalizados em hospitais mexicanos.

Nas últimas horas, dois jovens foram levados a um centro especializado em Galveston (Texas, EUA). “Temos que dar a maior atenção. (…) Têm muitas possibilidades de salvar a sua vida, que é a nossa primeira e única função”, apontou.

Por sua vez, o líder mexicano limitou-se a dizer que a tragédia é “muito dolorosa”. “Não podemos dizer outra coisa, estamos a tentar salvar vidas, isto é o mais importante”, acrescentou.

Na tarde de sexta-feira, um grupo de habitantes do município de Tlahuelilpan, no estado de Hidalgo (centro), rebentou um oleoduto de hidrocarboneto e começou a tirar, de uma forma muito rudimentar, a gasolina. Após cerca de duas horas, e apesar da presença do Exército, que pouco pôde fazer para controlar as centenas de pessoas que foram recolher gasolina, registou-se uma forte explosão.

Desde que chegou ao poder a 1 de Dezembro, López Obrador começou um combate frontal ao roubo de hidrocarbonetos desde os oleodutos da empresa estatal Pemex, que gera perdas milionárias para a companhia.

Para tal, a segurança nos oleodutos foi reforçada com milhares de agentes e transportou-se mais gasolina através de camiões cisterna, o que causou uma crise de desabastecimento em dez estados do país, com postos de gasolina fechados e compras de pânico.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!