Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Noruega poderá aumentar apoio a Moçambique

O Ministro do Meio Ambiente e Desenvolvimento Internacional da Noruega, Erik Solheim, afirmou que o seu país poderá alargar o apoio canalizado a Moçambique, passando, desta feita, a incluir o investimento privado.

Solheim manifestou essa intenção na segunda-feira, em Maputo, no final da cerimónia de assinatura de um memorando de entendimento com o Ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Oldemiro Balói, ao abrigo do qual aquele país nórdico vai apoiar o Plano Nacional de Acção contra Minas 2008/14. Moçambique é um Estado parte da Convenção de Ottawa, tratado jurídico internacional, que obriga os 156 países signatários a concluírem a desminagem de todos os locais minados ou suspeitos conhecidos num período máximo de 10 anos.

Moçambique pediu a prorrogação até 2014, depois de expirado o prazo. A Noruega, segundo o ministro, dedica atenção especial a questão das minas no país, dado o perigo que estes engenhos explosivos colocam às diversas comunidades residentes nas regiões onde a desminagem está a decorrer, daí o interesse de apoiar Moçambique a ficar livre de minas. O governante norueguês disse que o seu país desembolsa, anualmente, cerca de 100 milhões de dólares americanos para apoiar o Orçamento do Estado e as áreas de desenvolvimento como hidrocarbonetos, energia, florestas e o valor poderá crescer passando a contemplar o investimento privado.

Solheim disse, por outro lado, que as mudanças climáticas que constituem uma ameaça à humanidade inteira, e Moçambique não está imune aos seus efeitos adversos, figuram na lista de programas que o seu país pretende ajudar na mitigação dos seus efeitos. O ministro norueguês enalteceu ainda o papel desempenhado por Moçambique na busca de soluções pacíficas para o Zimbabwe e Madagáscar, Estados Membros da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), que mergulharam em crises políticas ainda não ultrapassadas.

Oldemiro Balói, por seu turno, disse que a visita do ministro norueguês espelha as excelentes relações que os dois países têm nas áreas política, económica e social que datam dos tempos da Luta Armada de Libertação e que terminou com a proclamação, em 1975, da Independência Nacional. “Temos uma relação muito franca aberta e construtiva que é explicada também pelos crescentes apoios que o país tem vindo a receber, incluindo o apoio directo ao orçamento”, disse Balói.

Ainda na segunda-feira, o ministro norueguês foi recebido pelo Chefe de Estado, Armando Guebuza, tendo, na breve audiência, os dois dirigentes passado em revista as relações de cooperação entre os dois países. Durante a sua visita ao país, Erik Solheim visitará as províncias de Sofala (centro), Niassa e Nampula no norte, para se inteirar do estágio de implementação dos projectos financiados pela Noruega.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!