Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Noruega poderá aumentar apoio a Moçambique

O Ministro do Meio Ambiente e Desenvolvimento Internacional da Noruega, Erik Solheim, afirmou que o seu país poderá alargar o apoio canalizado a Moçambique, passando, desta feita, a incluir o investimento privado.

Solheim manifestou essa intenção na segunda-feira, em Maputo, no final da cerimónia de assinatura de um memorando de entendimento com o Ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Oldemiro Balói, ao abrigo do qual aquele país nórdico vai apoiar o Plano Nacional de Acção contra Minas 2008/14. Moçambique é um Estado parte da Convenção de Ottawa, tratado jurídico internacional, que obriga os 156 países signatários a concluírem a desminagem de todos os locais minados ou suspeitos conhecidos num período máximo de 10 anos.

Moçambique pediu a prorrogação até 2014, depois de expirado o prazo. A Noruega, segundo o ministro, dedica atenção especial a questão das minas no país, dado o perigo que estes engenhos explosivos colocam às diversas comunidades residentes nas regiões onde a desminagem está a decorrer, daí o interesse de apoiar Moçambique a ficar livre de minas. O governante norueguês disse que o seu país desembolsa, anualmente, cerca de 100 milhões de dólares americanos para apoiar o Orçamento do Estado e as áreas de desenvolvimento como hidrocarbonetos, energia, florestas e o valor poderá crescer passando a contemplar o investimento privado.

Solheim disse, por outro lado, que as mudanças climáticas que constituem uma ameaça à humanidade inteira, e Moçambique não está imune aos seus efeitos adversos, figuram na lista de programas que o seu país pretende ajudar na mitigação dos seus efeitos. O ministro norueguês enalteceu ainda o papel desempenhado por Moçambique na busca de soluções pacíficas para o Zimbabwe e Madagáscar, Estados Membros da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), que mergulharam em crises políticas ainda não ultrapassadas.

Oldemiro Balói, por seu turno, disse que a visita do ministro norueguês espelha as excelentes relações que os dois países têm nas áreas política, económica e social que datam dos tempos da Luta Armada de Libertação e que terminou com a proclamação, em 1975, da Independência Nacional. “Temos uma relação muito franca aberta e construtiva que é explicada também pelos crescentes apoios que o país tem vindo a receber, incluindo o apoio directo ao orçamento”, disse Balói.

Ainda na segunda-feira, o ministro norueguês foi recebido pelo Chefe de Estado, Armando Guebuza, tendo, na breve audiência, os dois dirigentes passado em revista as relações de cooperação entre os dois países. Durante a sua visita ao país, Erik Solheim visitará as províncias de Sofala (centro), Niassa e Nampula no norte, para se inteirar do estágio de implementação dos projectos financiados pela Noruega.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!