Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

ADVERTISEMENT

No Dia da Independência Presidente de Moçambique destaca unidade e paz enquanto a guerra continua no centro do País

Guerra em Moçambique: Governo afirma que em Junho morreram seis pessoas entre Muxúnguè e Save; @Verdade contabilizou 12

O Presidente de Moçambique destacou os temas da paz, unidade nacional e combate à pobreza para assinalar o 39.º aniversário da Independência, que nesta quarta-feira (25) se assinala. Armando Guebuza referiu-se a “muitos sucessos” em 39 anos de independência, realçando “a unidade nacional e os fundamentos de uma paz assente no diálogo”. Enquanto isso, na região centro de Moçambique, as Forças de Defesa e Segurança reforçam posições e confrontos armados são registados diariamente alguns deles a alvos civis.

Moçambique vive o seu pior momento desde o Acordo Geral de Paz, assinado em 1992, entre Governo e Renamo (Resistência Nacional Moçambicana), com o maior partido de oposição a desencadear ações militares quase diariamente na principal estrada do país, enquanto o Exército reforça posições na região da serra da Gorongosa, província de Sofala, onde se presume estar refugiado o líder do movimento, Afonso Dhlakama, que ameaça dividir o país em dois.

Nesta terça-feira um civil foi alvejado mortalmente na sequência de um ataque a uma coluna de viaturas civis que circulava na Estrada Nacional nº1, com escolta militar, a poucos quilómetros do posto administrativo de Muxúnguè.

 

CONFIRA OS INCIDENTES QUE TEMOS REGISTADOS DESDE O REINÍCIO DA GUERRA EM MOÇAMBIQUE

{jumi [*35]}

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

error: Content is protected !!