Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Niassa tem problemas em cumprir metas

Uma equipa do Conselho de Ministros encontra-se na província de Niassa para fiscalizar as actividades do executivo provincial e recomendações da visita presidencial de Armando Guebuza em 2010. José Pacheco, o chefe da equipa afirmou que entre outras actividades vão efectuar uma radiografia do PES 2011 e visitar os distritos de Majune, Marrupa, Sanga e Lago.

Na última terça-feira a equipa manteve um encontro extraordinário com o Governo do Niassa onde saíram os números das actividades cumpridas e não cumpridas.

“De uma maneira geral verifica-se que há cumprimento de 97 porcento das recomendações da visita do Presidente Armando Guebuza. No PES 2010 verificamos que há bom desempenho, um crescimento em relação ao PES 2009. Os indicadores que temos apontam para 90 porcento como o mais alto e 70 porcento o mais baixo. Niassa tem problemas de cumprir metas, o desafio é cumprir as metas,” disse Pacheco.

Das recomendações de Guebuza consta a produção de alimentos e produtividade, infra-estruturas como construção de caleiras e cisternas, pavimentação de vilas das principais ruas das vilas sedes distritais.

No entanto Pacheco diz que nas infra-estruturas há responsabilidades que são do Governo Central como a asfaltagem das principais estradas nacionais (N13 Cuamba-Lichinga) entre outras.

Questionado para quando a construção dos silos, numa altura em que a produção agrícola cresce na província de Niassa, José Pacheco indicou que as obras irão arrancar.

“Na agricultura temos a cadeia de valores que envolve a preparação, sementeira, colheita e comercialização, neste momento a conservação é o maior desafio, a construção de silos é um projecto inadiável, tudo está a ser feito para que no Niassa tenhamos os silos. Vamos ter que avançar também com o agro-processamento do milho e feijão e outros produtos,” indicou.

Desde 2009 que se fala da construção de silos na província de Niassa. Em Cuamba estão armazenados estruturas dos futuros silos, cuja empresa encarregue de construir é a Kanes. Fazem parte da equipa do Conselho de Ministros, José Pacheco (Agricultura), Venâncio Massingue (Ciência e Tecnologia), Abdul Razak (vice-ministro de Recursos Minerais) e Ana Chichava (vice-ministra do Ambiente).

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!