Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Nampula pretende atingir 47 mil toneladas de castanha

O Instituto Nacional do Caju (INCAJU), está confiante que a província de Nampula, vai cumprir com as metas previstas para processo de comercilização da castanha de caju na campanha já em curso, cujas previsões apontam para 47 mil toneladas.

De acordo com dados colhidos pelo nosso jornal junto daquela instituição, a província de Nampula, durante o ano em curso registou bons resultados de produção daquela cultura de exportação, mercê a grande entrega da população envolvida na sua exploração, sobretudo no cumprimento das recomendações relacionadas com o maneio das plantas.

Aliás, o sector tem vindo a introduzir novas variedades de mudas de cajueiros, nos últimos anos, situação que revolucionou as quantidades anteriormente produzidas por planta. Uma fonte autorizada do INCAJU em Nampula, revelou que nos últimos cinco anos mais de 40 mil familias beneficiaram de apoio no maneio do cajual atraves de insecticidades e introdução de sistema de créditos bonificados de mudas cujos resultados são tidos como encorajadores.

O distrito de Mogincual foi o mais beneficiado onde ainda este ano forma pluverizados um total de 141.630 cajueiros, das cerca de 877.787 plantam em toda a província de Nampula. O nosso interlocutor reconheceu por outro lado o relativo fracasso da campanha passada onde a província de Nampula, maior produtora a escala do país, apenas comercializou 28 mil toneladas de castanha contra as 42 mil toneladas previstas no plano.

O ciclone Jokwe que afectou, no inicio de 2009, grande parte da região costeiras de Nampula, sobretudo os distritos de Mogincual e Moma, tendo causado a destruição de parte consideravel daquela cultura, terá estado na origem do imcumprimento das metas traçadas pelo sector.

Com vista a inverter o cenário, o sector do Inceju tem vindo a mobilizar as populações das regiões deste ponto pa província no sentido de incremetar a produção daquela cultura de rendimento atraves de alocação de novas variedades de mudas de cajueiros, como forma de substituir as anteriores plantas consideradas caducas.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!