Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Mundial 2014: Alemanha bate Argélia no prolongamento e enfrentará França nos quartos de final

A Alemanha foi pressionada até o fim por uma inspirada seleção da Argélia nesta segunda-feira, antes de Andre Schuerrle e Mesut Ozil garantirem a vitória no prolongamento por 2 x 1, colocando os europeus nos quartos de final. Com a derrota da Nigéria para a França nesta segunda-feira, todas as equipes africanas estão fora do Mundial de futebol.

Os africanos jogaram com energia e confiança para regularmente conseguir expor a defesa alemã, e Islam Slimani conseguiu balançar a rede ainda no tempo regulamentar, mas o golo foi anulado por fora de jogo.

Embora o favoritismo dos alemães tenha prevalecido, os argelinos deram muito trabalho para serem superados, e o jogo permaneceu empatado em 0 x 0 por todo o tempo regulamentar.

“Mostramos ao mundo todo que a Argélia tem uma grande selecção. Agora as pessoas em todo o mundo viram nossas qualidades”, disse o defensor Madjid Bougherra à TV alemã.

O golo aconteceu aos 90 segundos depois do começo do prolongamento, quando o substituto Schuerrle arrematou um cruzamento rasteiro de Mueller.

Ozil marcou no segundo tempo da prorrogação e, embora Abdelmoumene Djabou tenha reduzido a diferença bem no final da partida, a Alemanha conseguiu manter o seu notável recorde de chegar pelo menos aos quartos de final em todos os Mundiais que disputou desde 1938.

“Preferíamos ter vencido essa partida diferentemente. Os argelinos fizeram um bom trabalho, eles nos incomodaram desde o começo e não nos deixaram jogar nosso jogo”, disse Schuerrle. “Mas não importa como vencemos, o importante é que estamos nos quartos de final contra a França.”

A Alemanha demorou algum tempo para entrar no ritmo da partida no Estádio Beira-Rio, e parecia faltar inspiração à equipe, com a maior parte da emoção vinda do contra-ataque dos argelinos. Os alemães tentavam encontrar Mueller – que marcou nove golos nos seus nove jogos anteriores de Mundiais– mas os passes eram longos demais para ele.

A Argélia mostrou que representava ameaça logo no começo da partida, quando Slimani chegou pela esquerda e o goleiro Manuel Neuer correu para fora da área para afastar o perigo. Poucos minutos depois, Sofiane Feghouli chegou com perigo pela esquerda mas errou o chute.

Slimani achou a rede com um peixinho após um bom cruzamento aos 16 minutos de jogo, mas o golo foi anulado por fora de jogo. A Argélia sempre ofereceu perigo com Faouzi Ghoulam e El Arabi Soudani atuando pela esquerda.

Mas a Alemanha começou, então, a se impor mais e Ozil teve alguns tiros defendidos por Rais Mbolhi. O guarda-redes argelino brilhou durante a partida, salvando importantes bolas de Toni Kroos, Mario Goetze e Thomas Mueller, mantendo a partida sem golos até ao prolongamento.

Com a derrota da Nigéria para a França nesta segunda-feira, todas as equipes africanas estão fora do torneio. França e Alemanha jogam no caminho do Brasil e Colômbia por uma vaga nas semifinais.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!