Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Mulher morre após ser baleada na cabeça em protesto no oeste da Venezuela

Uma mulher de 56 anos morreu após ser baleada na cabeça durante uma manifestação da oposição na cidade de Tocuyo, no oeste da Venezuela, o que eleva para 94 o número de mortos na onda de protestos que abala o país há mais de cem dias.

Identificada como Janeth Angulo, a mulher, uma professora aposentada morreu na noite de terça-feira no bairro de Villa Colonial, em Tocuyo, informou o Ministério Público em comunicado.

“Ocorria uma manifestação quando surgiu uma situação irregular e foram efectuados disparos contra as pessoas que estavam no local”, disseram os investigadores do caso em um relatório preliminar.

Depoimentos solicitados pelo promotor responsável pelo caso dizem que a “docente reformada estava na rua e, ao ouvir explosões, correu para o interior de sua casa, onde foi baleada na cabeça”.

O deputado Daniel Antequera, da oposição ao presidente do país, Nicolás Maduro, culpou o governo pela morte. “Uma bala da ditadura que tira vidas”, escreveu no Twitter.

Com a morte de Janeth Angulo sobre para 94 o total de pessoas que perderam a vida desde o último dia 1º de Abril, quando teve início uma onda de protestos a favor e contra o Governo.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!