Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Morreu futebolista Filipe Chissequere

Faleceu o ex-guarda-redes e treinador do Matchedje de Maputo, o moçambicano Filipe Chissequere, na tarde de domingo (09), no Hospital Central de Maputo (HCM), onde esteve internado por cerca de um mês padecendo de tensão alta. Ele não gozava de boa saúde desde os princípios deste ano.

Filipe, como era carinhosamente tratado pelos seus colegas e outros intervenientes do desporto, iniciou a sua carreira desportiva na cidade da Beira e foi militante, por algum tempo, do Ferroviário local, passou pelo Boavista. À data da sua morte, a vítima era militante do Matchedje de Maputo.

Filipe Chissequere representou várias vezes de Moçambique esteve no CAN-1996, no qual a nossa selecção participou pela primeira vez. Havia bastante tempo que Filipe Chissequere se queixava de dores na coluna supostamente originadas de lesões sofridas ao longo da sua carreira e que nunca tiveram solução médica.

Na sua brilhante carreira no Matchedje, onde permaneceu por longo anos, Filipe Chissequere ajudou o clube a conquistar uma Taça de Moçambique, em 1990, e dois títulos nacionais, em 1987 e 199o, respectivamente.

Ele levou o Matchedje à Liga dos Campeões Africanos, em 1987, ano em que este clube moçambicano se tornou no primeiro a chegar às meias-finais. No mesmo clube, Chissequere desempenhou, várias vezes, o papel de treinador interino sempre que o Matchedje mudasse de treinador por diversos motivos.

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!