Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Moçambola de 2016 vai ser disputado por 16 equipas, decisão que salva da despromoção o Desportivo de Nacala e o 1º de Maio de Quelimane

O Campeonato Nacional de futebol de 2016 vai ser disputado por 16 equipas, mais duas do que nas provas passadas. Os primeiros beneficiados desta decisão, tomada por unanimidade pelos clubes filiados na Liga Moçambicana de Futebol(LMF), em Assembleia Geral Extraordinária realizada nesta segunda-feira(28), na cidade de Maputo, são as equipas do Desportivo de Nacala e do 1º de Maio de Quelimane, que haviam sido despromovidos do Moçambola de 2015.

Das anteriores 26 jornadas o principal campeonato de futebol de Moçambique passará a ser disputado em 30 jornadas o que não preocupa o novo timoneiro da LMF, Ananias Couana, eleito a 27 de Novembro passado, que garante ter assegurados os custos adicionais desta decisão histórica, particularmente de transporte e alojamento dos clubes, estimados em mais de dez milhões de meticais.

Com esta primeira grande decisão da Liga na era Couana, e que foi uma das promessas eleitorais do recém eleito presidente, espera-se que o Moçambola tenha maior competitividade e espectáculo e que contribua para a melhoria dos resultados dos clubes moçambicanos nas provas da Confederação Africana de Futebol(CAF).

Graças a este “milagre” foram repescados para o Moçambola de 2016, que ainda não tem data para o seu pontapé de saída, as equipas do 1º de Maio de Quelimane e do Desportivo de Nacala que haviam sido despromovidas por haverem terminado na 12ª e 13ª posição o Campeonato de 2015.

Ascenderam ao Campeonato da 1ª divisão o Chingale de Tete, como vencedor da zona Centro, e o Estrela Vermelha de Maputo, como representante da região Sul de Moçambique.

Continua por apurar o representante da zona Norte cuja poule foi ganha pelo Ferroviário de Lichinga mas, devido a goleadas pouco desportivas, a Federação Moçambicana de Futebol(FMF) não homologou os resultados e decidiu marcar uma finalíssima entre os dois primeiros.

Entretanto os locomotivas da capital do Niassa não compareceram à essa partida e aguarda-se que o Conselho Jurisdicional da FMF decida que equipa vai-se juntar ao Ferroviário de Maputo, Costa do Sol, Liga Desportiva de Maputo, HCB do Songo, Ferroviário da Beira, Ferroviário de Nampula, Maxaquene, Ferroviário de Nacala, Chibuto FC, ENH FC e Grupo Desportivo Maputo no Moçambola do próximo ano.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!