Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Moçambique regista todos os anos cerca de 87 mil óbitos de crianças por desnutrição crónica

O número de petizes que morrem, anualmente, em Moçambique, devido à desnutrição crónica, antes de atingir cinco anos de idade, passou de 80 mil para 87 mil. Por dia, pelo menos 240 menores perdem a vida e 200 mulheres perecem, também, durante a gravidez ou o parto, segundo a Save the Children, uma organização não-governamental de defesa dos direitos da criança no mundo.

Enquanto isso, a Organização da Nações Unidas (ONU) diz que entre 1999 e 2010, 700 milhões de pessoas saíram da situação de pobreza extrema no mundo, mas uma em cada cinco indivíduos nos países em desenvolvimento vivem com menos de 1,25 dólares por dia e 2,4 mil milhões vivem com menos de dois dólares por dia.

Segundo Arsénio Xavier, gestor de programas da área de saúde na Save the Children, que falava à Imprensa na última sexta-feira (17), em Maputo, o número de menores de cinco anos de idade que sofrem por causa da desnutrição crónica mantém-se nos cerca de 43 porcento.

Contudo Moçambique está a registar avanços encorajadores no sistema de saúde pública, mas ainda há muito trabalho por realizar para assegurar a sobrevivência materna e infantil, principalmente numa altura em que um número significativo de crianças morre de malária, de infecções respiratórias, das diarreias, de causas neonatais ou HIV”.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!