Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Moçambique reduz perdas na produção de mandioca

Investigadores moçambicanos acabam de descobrir cinco novas variedades de mandioca, base alimentar das populações das províncias de Nampula, Cabo- Delgado, Niassa, Zambézia e Inhambane, respectivamente nas regiões norte, centro e sul do país.

Segundo Constantino Estevão Cuambe, do Instituto de Investigação Agrária de Moçambique (IIAM), o país poderá, com essas novas variedades, vir a reduzir as perdas na produçao da mandioca resultantes do fenómeno da podridão radicular daquela cultura.

O trabalho de investigação e de selecção das novas variadades, designadas por Eyope, Nzima, Calicanana, Orrera e Okhumelela, durou cerca de cinco anos e contou com o apoio do Instituto Internacional da Agricultura Tropical (IITA) e de especialistas do ramo agrário da Nigéria, Uganda, Quénia, Malawi, Tanzania, países onde, também, ocorre a doença da podridão radicular da mandioca.

Constantino Cuambe disse que, neste momento, decorre o processo de produção e multiplicação dessas variedades ao nível das comunidades, esperando-se que, até 2013, sejam distribuidas cerca de três milhões de estacas nas zonas costeira e intermédia das províncias de Nampula, Cabo- Delgado e Zambézia, que apresentam maior incidência da doença.

Para além de serem tolerantes ao fenómeno da podridão radicular, as novas variedades apresentam um bom rendimento se forem colhidas até 12 meses, referiu o nosso entrevistado, anotando que queremos disseminar técnicas de multiplicação rápida ao nível dos produtores do sector familiar e privado.

A fonte revelou, ainda, que foram já criados alguns campos de produção e multiplicação de estacas de mandioqueira no Posto Agronómico de Nampula, nos distritos de Meconta, Murrupula, Mogovolas, Mogincual e Eráti, e na vizinha província de Cabo- Delgado.

Na semana passada, Nampula foi palco da Reunião Nacional da Mandioca que visava, entre vários pontos, a divulgação dos resultados da investigação, das melhores formas de maneio do material vegetativo, bem como a definição de uma estratégia de acção conjunta entre o IIAM, direcções das actividades económicas e organizações não governamentais.

De acordo com os dados do sector da Agricultura, a província de Nampula destaca-se como a maior produtora de mandioca, com uma produção anual de cerca de três milhões de toneladas, de um universo de sete milhões da produção nacional.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!