Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Moçambique projecta produzir 2.9 milhões de toneladas de cereais

Moçambique projecta produzir 2.9 milhões de toneladas de cereais na campanha agrícola 2009/2010, lançada em todo o país na última sexta-feira, o que representa um aumento de 11 por cento em relação a anterior. Por outro lado, o país projecta produzir 9.9 milhões de toneladas de mandioca, equivalente a uma evolução de oito por cento. O Ministro da Agricultura, Soares Nhaca, citado pelo jornal notícias, disse que a produção de leguminosas na presente campanha poderá conhecer um incremento de quatro por cento, sem especificar exactamente as quantidades projectadas.

Soarea Nhaca, que falava no distrito de Balama, na província de Cabo Delgado, que acolheu o lançamento da campanha agrícola, disse acreditar que esta será a melhor safra de todos os tempos realizada em Moçambique. “Esta campanha agrícola será a melhor dos últimos tempos no país. Preparamos muito bem este processo, fizemos a entrega a tempo dos insumos, sementes e outros meios que vão intervir no processo que estão a ser distribuídos pelos camponeses”, disse.

Neste momento, estão a ser distribuídos em todo o país quarenta tractores que se vão juntar aos cinquenta adquiridos no ano passado, no quadro da preparação da campanha, o que faz antever uma safra agrícola produtiva, se factores naturais adversos não se impuserem como obstáculos ao alcance do objectivo de produção de alimentos, traçado pelo Governo.

Nhaca acrescentou que “o nosso desafio para erradicar a pobreza absoluta e assegurar a segurança alimentar e nutricional do nosso povo continua enorme. Acreditamos que o abnegado esforço e entusiasmo dos nossos camponeses, agricultores, criadores espalhados pelo país, vamos marcar na presente campanha agrícola mais um passo decisivo na luta pela satisfação das necessidades alimentares de todos os cidadãos, para que estes tenham uma vida activa e saudável, bem como influenciar a redução da ocorrência das bolsas de fome no país”.

O lançamento da campanha agrícola coincidiu com a celebração dos dias Mundial de Alimentação, Africano da Mulher Rural e do Produtor de Cabo Delgado, bem como com o lançamento da campanha de comercialização de caju no país.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!