Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Moçambique precisa de USD 25 milhões para adquirir uma embarcação para manutenção das bóias

O Ministério dos Transportes e Comunicações de Moçambique está à procura de fundos junto dos parceiros de apoio programático para a aquisição de uma embarcação de balizagem e manutenção de bóias.

Avaliada em pouco mais de 25 milhões de dólares, a aquisição da embarcação é considerado fundamental para agilizar o processo de manutenção das 99 bóias e 58 faróis espalhados ao longo de toda a costa, sobretudo nos portos principais de Maputo, Beira, Nacala e Pemba.

Actualmente o trabalho de balizagem e manutenção é efectuado pelo único barco (Bazaruto) equipado e especializado para o efeito mas, segundo Augusto Bata, director-geral do Instituto Nacional da Hidrografia e Navegação, dificilmente se consegue efectuar a manutenção nos intervalos prescritos, de um ano, por exiguidade de meios.

Recordou que manter operacionais as bóias e faróis é fundamental para garantir a segurança no mar, uma vez que são estes instrumentos que orientam a circulação dos navios e outras embarcações sem risco de encalhar, sobretudo na entrada dos portos.

Com 18 tripulantes a bordo, o Bazaruto consome por dia, mesmo sem largar o porto, 300 litros de gasóleo, o que representa um encargo financeiro muito alto para a sua própria manutenção, para além dos equipamentos que, na sua maioria são importados.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!