Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Moçambique necessita de cerca de USD 40 milhões/ano até 2015

Moçambique deverá passar a investir cerca de 40 milhões de dólares norte-americanos por ano, nos próximos quatro anos, para garantir que pouco mais de 13,8 milhões de moçambicanos tenham acesso à água potável, segundo o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).

Nas contas daquela instituição da família da Organização das Nações Unidas (ONU), a cobertura de água potável nas áreas rurais ronda os cerca de 29%, contra a de saneamento do meio de apenas 4%, taxas tidas como das mais baixas a nível mundial.

“A água e o saneamento do meio são essenciais para o desenvolvimento humano e socioeconómico de um país, porque afectam a produção agrícola, segurança alimentar, nutrição e saúde”, salienta o UNICEF no seu mais recente relatório sobre acesso àqueles serviços, acrescentando que os mesmos servem de ponto de partida para prestações de práticas mais seguras nos serviços de Saúde.

Em jeito de recomendações, o UNICEF apela à criação de um fundo comum para investimentos em larga escala nas infra-estruturas para água visando facilitar uma utilização mais eficaz e eficiente dos recursos, para além de maior concentração na mobilização social das comunidades rurais para conservação das infra-estruturas de abastecimento daquele líquido.

De referir que em Moçambique menos de metade da população, ou seja, 10 milhões de pessoas de um universo de pouco mais de 22 milhões de habitantes, tem acesso à água potável.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!