Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Moçambique com reservas externas líquidas a cobrir cinco meses de importações

Moçambique registou, em 2011, a entrada de capitais que permitiram a acumulação de reservas internacionais brutas no valor de USD2,4 mil milhões, o suficiente para a cobertura de cerca de cinco meses de importações de bens e serviços.

No mesmo período, a receita fiscal arrecadada apresentou um subcumprimento de 2,5% e crescimento face a 2010 de 27,5% que resultou no incremento do rácio de fiscalidade de 20,34%, para 21,8%, segundo o ministro das Finanças, Manuel Chang.

A despesa pública, igualmente em 2011, situou-se em 86,4%, face ao programado, representando 34,5% do Produto Interno Bruto (PIB), enquanto a despesa total, excluindo a componente interna do investimento, atingiu 96,9% de execução, de acordo igualmente com o governante, no balanço do desempenho do seu sector registado naquele período.

PIB cresceu

O Produto Interno Bruto (PIB) cresceu na banda dos 7,3%, em 2011, período em que a taxa da inflação média anual fixou-se em 10,4% e a acumulada em 5,5%, enquanto as exportações cresceram em 19% e a divisa moçambicana, o Metical, registou uma apreciação média face ao Dólar dos EUA e ao Rand de 11,9% e 10,7%, respectivamente.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!