Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Moçambique beneficia de celulares baratos da Vodafone

A Vodafone, líder mundial de telefonia móvel, anunciou recentemente o lançamento de dois novos celulares de baixo custo, de 15 dolares (412,5 Meticais) e 20 dólares, e que são destinados a mercados emergentes, incluindo Moçambique. Além de Moçambique, estes celulares, cujas referências são Vodafone 150 e Vodafone 250, serão lançados na Africa do Sul, Lesotho, Tanzânia, Quénia, República Democrática do Congo, Gana, Índia, Turquia e Qatar.

Ambos aparelhos terão facilidades de enviar serviços mensagens de voz e SMS’s, bem como aceder a serviços bancários. Citada pela agência de notícias ITP, a empresa Vodafone afirma que o lançamento destes aparelhos será apoiado com a aplicação de altos investimentos em meios logísticos para assegurar a sua expansão até as comunidades rurais.

“Estes modelos vêm com uma compatibilidade de GSM 900/1800, possui toques polifônicos, vibrador, despertador, calculadora, conversor de moeda, dois jogos e memória com capacidade de 100 números de telefone e igual número de SMS, e lanterna. Além disso, tem uma bateria de 400 horas em standby e cinco horas a conversar”, refere a empresa.

Além de outras pequenas especificidades, o Vodafone 250 tem uma rádio FM. A Vodafone diz ter trabalhado com a empresa produtora TCL de modo a reduzirem significativamente os custos de fabrico desses celulares e os colocarem no mercado aos preços não subsidiados de 15 e 20 dólares.

“Os custos dos celulares podem ser uma das maiores barreiras que impede as pessoas de terem acesso e beneficiarem dos diversos serviços, com um crescente impacto social, providenciados por celulares”, disse Patrick Chomet, um dos directores do Grupo Vodafone.

“A vida de muitas pessoas que usam esses telefones (Vodafone 150 e Vodafone 250) irão mudar e melhorar ao se tornarem parte da sociedade de telefonia móvel. Eu estou orgulhoso do trabalho que realizamos e continuaremos a fazer isso nessa componente importante de empoderamento dos clientes”, disse. Em Moçambique, a Vodafone está presente através da segunda empresa de telefonia móvel Vodacom Moçambique, detida pelo Grupo Vodacom da Africa, e que, por sua vez, é parte da Vodafone.

Esta nova referência de celulares ainda não existe no mercado moçambicano, mas a mesma marca lançou há poucos anos os celulares Vodafone 125 e Vodafone 225 que, quando vendidos a preços promocionais (e com condicionalismos), chegaram a custar 10 e 12 dólares. O único problema destes celulares é a falta de assessórios no mercado nacional, uma vez que alguém era obrigado a guardar o seu telefone quando perdesse um simples carregador.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!