Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

https://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.htmlhttps://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.htmlhttps://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.html
Publicidade

mKesh e Ecobank assinam parceria de interoperabilidade

Assinatura do memorando

A Carteira Móvel, operadora do serviço financeiro de moeda electrónica, mKesh, e o Ecobank Moçambique, SA, assinaram, quinta-feira, 28 de Julho, em Maputo, um contrato de interoperabilidade, que vai permitir que os clientes de ambas as instituições efectuem transferências de valores das contas bancárias no Ecobank para as contas de moeda electrónica do mKesh e vice-versa.

Esta parceria é de grande valor para o Ecobank Moçambique, SA, pois está alinhada à visão do Grupo Ecobank, que é de criar um Banco Pan-Africano que contribua para o desenvolvimento económico e integração financeira do continente, em geral, e de Moçambique, em particular. De igual modo, este acordo vai contribuir de forma significativa nos esforços e ambições que as duas instituições têm empreendido na digitalização do mercado, por forma a disponibilizar serviços financeiros cómodos e acessíveis aos cidadãos não bancarizados, assim como alargar a oferta de produtos e serviços financeiros aos clientes já bancarizados.

A interoperabilidade, que resulta da integração dos dois sistemas de pagamento móvel das duas instituições, está disponível no canal USSD do mKesh *500# (somente na rede Tmcel) e brevemente estará disponível no aplicativo Mobile App do Ecobank Moçambique.

Para o presidente do Conselho de Administração (PCA) do mKesh, Binda Celestino Jocker, a parceria entre o Ecobank Moçambique e a Carteira Móvel marca o início de uma grande relação que vai trazer enormes benefícios para os clientes de ambas as instituições, através da oferta de melhores serviços.

“O serviço financeiro de moeda electrónica, que conta com o suporte tecnológico da Ericsson, visa melhorar a vida dos clientes por via da oferta de serviços de transferência de dinheiro, levantamento de dinheiro nos agentes e ATM ’s, pagamento de serviços e ligação ao sistema de pagamentos electrónicos interbancários da rede SIMO”, frisou Binda Celestino Jocker.

Para dar melhor suporte ao serviço mKesh, a Tmcel iniciou recentemente a expansão e modernização da sua rede de serviços fixos e móveis que se circunscreve na implementação de novos sites 2G, 3G, 4G e 4.5G e modernização do seu backbone, saindo dos actuais 100GB para mais de 400GB de capacidade, num investimento de cerca de 132 milhões de dólares norte-americanos. Neste momento, já foram cobertas com a nova rede, as províncias de Maputo, Gaza e parte de Inhambane, até ao distrito de Morrumbene, estando para breve a remanescente cobertura da zona sul e em simultâneo as cidades da Beira, Nampula e Nacala.

Por sua vez, o administrador delegado do Ecobank Moçambique, José Manuel Correia Mendes, referiu, na ocasião, que a implementação dos serviços da interoperabilidade é um testemunho vivo da estratégia de digitalização do Grupo Ecobank, na sua actuação, como um banco Pan-Africano, que está a contribuir para a integração financeira do continente.

“Desta forma, mantemos o nosso compromisso de garantir a digitalização em Moçambique, através de um leque de serviços e produtos bancários inovadores, cientes que os desafios pela frente, nos colocarão numa posição de inovação”, concluiu José Manuel Correia Mendes.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!