Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Mistura de combustíveis fósseis e biológicos será obrigatória em 2012

O ministro da Energia, Salvador Namburete, afirmou que a partir do próximo ano será iniciada mistura compulsiva dos combustíveis fosseis e biológicos, produzidos à base da jatrofa, cana-de-açúcar e outros em Moçambique.

O governante, que falava esta quarta-feira durante o dia da Energia no quadro da 47ª edição da FACIM,é citado pelo jornal Diário de Moçambique, e salientou que as pessoas devem preparar-se para o efeito porque já há condições criadas. “Os passos que foram dados no domínio da produção de biocombustíveis permitem o país perspectivar para os próximos anos uma contribuição significativa destes produtos, introduzindo mudanças no cenário prevalecente de fornecimento de combustíveis líquidos no país a partir dos mercados internacionais caracterizado por agravamentos constantes nos preços, com impacto negativo na economia e na vida dos cidadãos”, disse. Salientou que há um crescente interesse por parte de potenciais investidores no desenvolvimento de projectos visando a produção de biocombustíveis no país, sendo por isso necessário que sejam dados passos no sentido de usá-los.

O ministro da Energia convidou, na ocasião, o empresariado nacional e internacional a aproveitar as oportunidades de investimento no sector das energias renováveis expostas na FACIM. Namburete salientou que a feira permite expor as potencialidades de que o sector que dirige dispõe e as oportunidades de investimento e negócios, bem como o grau de realizações e progressos que estão a ser alcançados.

Em termos de realizações, salientou que o sector já alcançou a electrificação do distrito número 102 ao nível do país, devendo alcançar o número 109 no final do ano. Disse também que até finais de 2014, todos os distritos devem ter pelo menos uma bomba de combustíveis. Dos 124 distritos existentes, cerca de 80 não possuem estabelecimentos para abastecimento de combustíveis, mas no âmbito de um programa denominado incentivo geográfico, liderado pelo Fundo da Energia (FUNAE) até finais deste ano 30 dos 80 distritos terão bombas. Aliás da meta de 30, 12 foram abrangidos no primeiro semestre, sendo que decorrem trabalhos para instalar noutros pontos.

Em relação à electrificação rural com base em energias renováveis, a fonte salientou que o país saiu das cerca de 51 mil famílias em 2005 que usavam painéis solares para cerca de 2.5 milhões este ano, devido ao programa de expansão do uso destes materiais levado a cabo pelo FUNAE.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!