Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Ministério da Saúde tranquiliza o vírus do ébola não chegou a Moçambique

O Ministério da Saúde (MISAU) desmentiu nesta quarta-feira, em Maputo, informações veiculadas nas redes sociais segundo as quais deram entrada, quarta-feira última, no Hospital Central de Maputo (HCM), a maior unidade sanitária do país, cidadãos padecendo de ébola. “Gostaria de tranquilizar a todos os utentes que, felizmente, até este momento não temos nenhum caso reportado a nível da HCM. Queremos acrescentar que nós estamos preparados para na eventualidade de aparecer o primeiro caso identifica-lo e garantirmos que não exista nenhuma propagação”, disse o director do HCM, João Fumane, falando em conferência de imprensa.

Por seu turno, o director nacional de saúde pública, Francisco Mbofana, enfatizou que estão a ser redobrados esforços, à luz das recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), para garantir que não entrem, no país, cidadãos padecendo desta doença. “Criamos uma equipa de coordenação a nível nacional e instruímo-la. Para além de instituições estatais a equipa contempla, igualmente, envolvidas Organizações-Não-Governamentais (ONGs)”, disse Mbofana.

Ele explicou que estão sendo controladas todas as fronteiras que dão acesso ao país, mas com maior enfoque aos aeroportos. “Temos trabalhadores de saúde em todo o país para garantir que entrem no país pessoas que não tenham entrado em contacto com os que padecem desta doença. A nossa estratégia é identificar aquelas áreas com maior risco em termos de entrada, caso de Cabo- Delgado, por exemplo.”

Mbofana, que sublinhou que o país está em condições de evitar a entrada de cidadãos com esta doença, disse não haver interesse por parte do MISAU em esconder casos de pessoas com ébola. “Instruímos a todas as províncias a estar em alerta.

Algumas mensagens postas a circular nas redes sociais e que a AIM teve acesso diziam: “acabaram de chegar as notícias mais preocupantes de Moçambique. A que todo mundo rezava jamais chegar. Caros cidadãos moçambicanos, a ébola já está em Moçambique. Confirmado esta noite (quarta-feira) pelo Hospital Central de Maputo já existem dois pacientes em quarentena devido a doença. A mensagem não é para criar pânico, mas sim para avisar aos cidadãos que todo cuidado é muito pouco”.

Entretanto, as últimas estatísticas da OMS apontam que o surto de ébola na África Ocidental já matou 1.013 pessoas.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!